Panelada: um dos pratos típicos da cidade de Imperatriz

Mais que uma iguaria, a panelada é, em Imperatriz, uma tradição. Basta passarmos por alguns pontos de venda do prato, para comprovarmos sua fama. Em todos os horários a panelada, prato a base de miúdos vendida em barracas no centro da cidade, é consumida desde as primeiras horas do dia até o fim da noite– inclusive durante a madrugada –, nas principais bancas de Imperatriz.

 

Essa comida ganha espaço a cada dia no cardápio da população e é consumida por pessoas de várias classes sociais. “Aqui todo tipo de gente come a panelada, pobre, rico…” afirmou uma vendedora da banca Cruzeiro do Sul – umas das mais movimentadas da cidade.

 

Ela disse ainda que não faz idéia de quantos pratos são vendidos por dia, mas, são 50 Kg de panelada preparados e vendidos diariamente. Apesar de ser conhecido como um prato simples, é servido também em restaurante refinado, como Stela Grill.

 

Outro ponto de venda bastante conhecido, são as bancas das Quatro Bocas, que ficam localizadas na Av. Bernardo Sayão, próximo ao 50 BIS (Batalhão de Infantaria de Selva), no bairro Nova Imperatriz. São mais de 10 bancas, conhecidas popularmente como “restaurante-de-costas-para-rua”.

 

Segundo a senhora Maria Lopes Cunha, que é proprietária de uma dessas bancas, este ponto de venda funciona todos os dias incluindo feriados e finais de semanas, 24 horas por dia, sendo a organização em forma de rodízio, durante o dia uma turma e outra durante a noite e madrugada.

 

A panelada é feita das vísceras, nervos e mocotó de gado. Ela pode ser servida com arroz branco, farinha, pimenta e limão. Tem um custo mínimo de R$ 5,00.  O ponto de venda nas Quatro Bocas funciona há mais de 20 anos, e é uma ótima opção para as pessoas que apreciam esse prato.

 

 

Notícia produzida como parte das atividades da  disciplina de Gêneros Jornalísticos.

Leia Também