“Uma idiotice essa CPI”, disse Bolsonaro sobre investigação na pandemia

Numa live transmitida nesta quinta-feira, 01/07, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou a CPI da Covid com palavras de desprezo como “idiotice” e “palhaçada”. Ele questionou sobre a efetividade da investigação na pandemia que tenta verificar fraudes na aquisição de vacinas e desvios de recurso no combate à pandemia.

“O que a CPI contribuiu para evitar ou diminuir o número de mortes? Nada!”, comentou o presidente. Ele alegou que a investigação quer apenas atacar o governo e que os parlamentares da comissão fazem fofocas sobre a desempenho da gestão em seu mandato.

Em outro momento, Bolsonaro debochou da investigação que apontou recebimento de propina por parte de um ex-diretor do Ministério Público, da qual foi denunciada pelo cabo da Polícia Militar de Minas Gerais, Luiz Dominguetti, que afirmou que houve corrupção na aquisição da vacina AstraZeneca, onde seria cobrada US$ 1 para cada dose de vacina comprada, cerca de 400 milhões de doses. Bolsonaro ironizou o episódio falando que o ato era uma ação de “propininha” de R$ 2 bilhões.

O presidente ainda comentou sobre os processos investigativos que seus filhos Carlos Bolsonaro e Flávio Bolsonaro e outras duas deputadas, são suspeitos de estarem ligadas a uma organização criminosa da qual estaria levando Fake News para atacar a democracia brasileira.

Bolsonaro criticou a abertura desse processo dizendo “Vai plantar cebola”, referindo-se ao ministro relator Alexandre de Moraes responsável pelo caso. O ministro abriu a investigação depois de surgirem índices e significativas provas da existência da organização criminosa pela internet a fim de desestabilizar a ordem democrática. Porém, na live, Bolsonaro falou que não foram apresentadas provas que comprovassem que seus filhos poderiam estar fazendo tal atentado por meio de Fake News.

Leia Também