O time ganhou por um a zero na última quarta-feira

O duelo entre Furacão e Colorado não foi fácil. Emocionado, o treinador do Athlético Paranaense definiu o jogo como bastante equilibrado. Para ele, a posse de bola não é um fator determinante num jogo como esse, isso porque o Internacional teve menos posse, porém finalizações mais assertivas. “Um jogo muito equilibrado, muito difícil de jogar”, declarou ele.

Questionado sobre a postura do jogador Léo Cittadini, que ficou no banco na última partida, o treinador afirmou que não há um padrão de comportamento nas relações com os jogadores. “Meu papel como treinador é valorizar todos da mesma maneira. O cara que for dando as melhores respostas, vai ter mais tempo”, disse. Para ele, essa postura se aplica a todos time, sendo necessário descobrir qual o jogador certo para cada cenário, tanto físico como mental.

Para o próximo encontro dia 18, no Estádio Beira Rio do Internacional, o treinador espera uma partida mais agressiva por parte do adversário. Afirma, ainda, que o time não deve estar preparado apenas tecnicamente. “O Athlético tem que estar bem emocionalmente para enfrentar um time forte como o Internacional”. A partida inicia às 21h30 na próxima quarta-feira.