Originado nos EUA, o Black Friday – sexta-feira negra – é um super promoção  promovida todos os anos pelos varejistas na ultima sexta-feira de novembro. No Brasil, as promoções de Black Friday são recentes, se popularizam a partir de 2010 e, atualmente, é um momento bastante esperado pelos brasileiros.

No entanto, os brasileiros precisam ter cuidados com a Black “Fraude”, uma vez que é comum o relato de fraudes nas promoções. Uma das táticas dos lojistas é aumentar os valores dos produtos nas vésperas da promoção para dar a sensação de desconto.

“Black Friday é uma oportunidade de encontrar produtos baratos, mas é preciso ficar atento a essas promoções. Sempre fico atento na variação de preço dos produtos que pretendo comprar, comparo preços com outras lojas, para que não chegue no dia e eu comprar algo achando que tá barato”, conta o estudante de enfermagem, Pedro Assunção.

Para não cair na Black Friday temos algumas sugestões para você:

1 – Visite as lojas com antecedência.

Se você tem interesse em um produto, visite as lojas um mês antes do Black Friday e anote os preços. Assim, você poderá comparar os valores e perceber uma possível fraude.

2 – Vigia de Preço

Mas, se você não tem tempo para visitar a lojas, uma nova ferramenta do Google Chrome ajuda você, o Vigia de Preço. A ferramenta mostra um comparativo dos valores nos últimos meses e mostra se o atual valor estar mais barato ou caro. Para instalar, acessar o site da ferramenta e seguir as instruções. Após a instalação, basta buscar nos site o produto de seu interesse que automaticamente o Vigia de Preço vai informar o histórico de preço do produto.

Para saber mais sobre as fraudes do Black Friday e o Vigia de Preço veja o vídeo produzido pelo YouTube Felipe Neto:

Conheça a história da Black Friday: canalhistoria.pt/blogue/a-origem-do-black-friday/