Somente em 2018, foram registrados 360 bloqueios de motos e carros roubados na Delegacia de Polícia Civil do município. As motocicletas são os alvos mais visados pelos criminosos, somando 85% dos roubos e furtos registrados, sendo que 95% desses veículos são dos modelos Biz e Bros.

O total de automóveis na cidade de Imperatriz, segundo o Departamento de Trânsito do Maranhão (Detran-MA), é de 152.276, e as motocicletas são a maioria, com 57.676 veículos, cerca de 37,88% do total. Até outubro desse ano, foram feitos 274 bloqueios e a expectativa é que o ano termine com cerca de 330 denúncias, registrando uma queda de 9% em relação ao ano anterior.

A estudante de Direito Letícia Ferraz, 19 anos, teve sua moto roubada por dois assaltantes enquanto voltava da faculdade no final da tarde. “Estava de moto com uma amiga, a caminho de casa e parei em uma rua para cumprimentar minha tia que também estava de motocicleta, quando fomos surpreendidas por dois rapazes que deram voz de assalto. Um deles estava armado, pediu que passássemos nossas bolsas e que descêssemos da motocicleta,” relembra Letícia.

Além de ter registrado o boletim de ocorrência na delegacia, a estudante compartilhou o ocorrido nas redes sociais, tendo encontrado a motocicleta por volta das 00h30min no dia seguinte próximo a um shopping da cidade. “Foi divulgado no Asmoimp (perfil de notícias do Instagram) o vídeo das câmeras que mostravam a hora do assalto e dei entrevista para duas emissoras locais” afirma.

Uma das dificuldades de um registro fiel do número de roubos que acontece na cidade é a ausência de denúncia, já que muitas vítimas não realizam o boletim. Em compensação, o uso das redes sociais tem sido expressivo na busca pelas motos perdidas, posto que o compartilhamento das informações inibe a ação em alguns casos.

Ainda assim, em caso de furto ou roubo a vítima, deve se dirigir à Delegacia de Polícia Civil de Imperatriz que fica na Rua Sousa Lima, Centro. E, para qualquer dúvida, ligue no número (99) 3525-1545.