Em transmissão ao vivo, Bolsonaro defende voto impresso e faz críticas à CPI da Covid

Foto: Captura da live no Youtube

 

Em live realizada nesta quinta-feira (01), o atual presidente da república Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender a ideia de voto impresso para as próximas eleições do país, que devem ocorrer em outubro de 2022. “Temos 2 bilhões para comprarmos impressoras para o ano que vem” diz Jair sobre investimento para execução do voto impresso nas eleições.

Sem citar nomes, o presidente afirma que três ministros do Supremo Tribunal Federal não querem voto impresso e articulam contra o sistema. Ainda aponta que há fraude nas eleições que utilizam a sistematização de urnas eletrônicas e que não há provas que aleguem ao contrário. “Eu entrego a faixa presidencial para qualquer um que ganhar de mim na urna, de forma limpa, na fraude não”, declara.

Ainda em debate, sobre diversos assuntos como a proposta de ICMS fixo (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em estados brasileiros, fake news, lockdown e Plano Safra, Bolsonaro fez críticas às ações da CPI da Covid (Comissão Parlamentar de Inquérito), conduzida pelo Poder Legislativo e que investiga possíveis irregularidades nas ações do governo federal durante a pandemia de Covid-19 no país. “Essa CPI não serve para nada, só fofoca” concluiu o presidente.

 

Leia Também