Textos e Fotos por Júlio Araújo

 

A biblioteca do Campus Centro da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), unidade Imperatriz, não realiza compra de livros novos desde 2013, conforme informações do setor. O acervo do Centro, que contabiliza atualmente um total de 5.489 títulos e 13.635 materiais, atende cinco cursos de graduação: Ciências Humanas – Sociologia, Pedagogia, Jornalismo, Direito e Contábeis. Com a falta de novas aquisições, que acarreta na desatualização do conjunto de livros, a biblioteca vem recebendo há quase seis anos doações de alunos e professores da instituição, além da comunidade externa.

Mas não são todos os livros doados que podem ser aproveitados. De acordo com a bibliotecária da UFMA Centro, Vivian Oliveira, a equipe da biblioteca faz uma seleção dos livros concedidos para assim poder incluir mais títulos no acervo. “Procuramos as coordenações dos cursos e os professores da graduação para saber se o material é interessante e vai agregar de fato”, explica Vivian.

Com a falta de atualização do acervo, além dos professores que nem sempre podem contar com o material disponível, os maiores prejudicados são os alunos. Para o graduando do Curso de em Ciências Humanas, Moab Paiva, a biblioteca da UFMA Centro é um espaço usado pelas pessoas da instituição sobretudo para estudar e pouco voltado para a utilizaçãodos materiais. “Todos sofremos com essa realidade, tanto no meu curso quanto nos demais. Agora estou fazendo minha monografia e a biblioteca não consegue suprir e abranger o meu tema na questão da disponibilidade de materiais”, declara o estudante.

O estudante Moab Paiva tem dificuldades com pouco acervo que ajude na sua pesquisa

Algumas das saídas encontradas pelos alunos são as compras de livros para uso pessoal ou a mais comum e geralmente mais barata, que é tirar a xerox do material necessário. O professor do Curso de Direito, Denisson Gonçalves, conta que comumente empresta para seus alunos livros do seu acervo pessoal, pois por conta do fato da érea da graduação ter a constante característica das atualizações normativas, a biblioteca da UFMA é extremamente deficiente e desatualizada.

O professor explica que por conta disso, os alunos precisam constantemente encontrar meios alternativos para conseguir estudar e passam a apelar até para as bibliotecas de outras instituições. “Já dei aula para alunos sem condições financeiras de tirar xerox, então como é que ficam esses alunos? Tem muitos estudantes que são de outros municípios e já gastam muito dinheiro se locomovendo até a Universidade, não sobra dinheiro para investir em livros ou tirar a xerox”, completa o docente.

 

Biblioteca Virtual

Uma alternativa utilizada por muitas instituições são as bibliotecas virtuais, que reúne o acervo de materiais no formato digital. Esse tipo de biblioteca especial pode variar de tamanho e tem uma expansão maior de materiais e também no acesso. Para a aluna do Curso de Medicina da UFMA, Hernanda Batista, por conta de o fato das turmas terem mais alunos do que livros disponíveis na biblioteca, as virtuais permitem que todos possam acessar os materiais sem depender da disponibilidade física. “Acredito que uma biblioteca virtual seria um bom investimento da Universidade, por conta da questão das constantes atualizações dos livros e da quantidade que permite o acesso para os alunos”, explicou Hernanda.

 

Legenda foto IMG_0452:

Legenda foto IMG_0468: A falta de materiais e a desatualização do acervo prejudica os professores e principalmente os alunos