Jornal On-line do curso de Jornalismo da UFMA de Imperatriz

A importância da vacinação da H1N1 mesmo com a aplicação de doses contra o Coronavirus

A prefeitura de Imperatriz, após um longo período de priorização da vacina contra gripe, abriu o leque de faixas etárias, podendo assim, pessoas

das mais variadas idades, tomarem a vacina da H1N1, se assim desejarem. Ela está disponível em postos de saúde, como o dos Três Poderes, da Nova Imperatriz, e demais espalhados pela  

A enfermeira responsável pela aplicação  das vacinas no Posto três Poderes disse que há muita procura da vacina contra a gripe, e que o grupo dos idosos são os mais precavidos, com o maior índice de procura pelas vacinas. Mulheres grávidas, pessoas com comorbidades e doenças respiratórias crônicas como asma, devem procurar os postos para se imunizarem.

 

Entretanto a vacina da Gripe somente ficará disponível para todas as idades até o dia 29 do mês de Agosto, por isto, vale o alerta de quem ainda não se

vacinou, buscar se vacinar o mais breve possível.

 

O senhor Francildo Vida, com 41 anos, deu exemplo e foi sozinho tomar a vacina. Ele falou que é importante para ter uma imunização mais eficaz, além de reforçar as vacinas contra a Covid 19.

 

De acordo com a OMS a influenza ou gripe é uma infecção viral respiratória febril aguda, altamente contagiosa e que afeta indivíduos de todas as faixas etárias. 

 

A professora Lúcia Cangussu escreveu em um artigo de Microbiologia e Saúde que todos os anos é necessária a vacinação contra a gripe, mesmo em tempos em que não existia a Covid 19. Ela faz um sucinto relato sobre as epidemias relacionadas à gripe desde os anos 400 AC, até os dias atuais.

 

O termo influenza parece, segundo Lúcia Cangussu, ter aparecido por volta do ano de 1357, na Itália. Dessa forma, os vírus “influenza” se tornaram um grande perigo para a população Mundial, e devido a isto, a Organização Mundial de Saúde, mantém um sistema de vigilância que é realizado com constante monitoramento e caracterização dos novos vírus que circulam ao redor do mundo.

 

No ano de 2017, o Ministério da Saúde Brasileiro realizou uma campanha com o lema: “Deixe a gripe pra lá”, com o objetivo de vacinar 54,2 milhões de pessoas em todo o País, principalmente os grupos que sofrem mais riscos, ou seja: Obesos grau III, pessoas transplantadas, com doenças hepáticas, cardíacas e renais, devem urgentemente  procurarem se vacinar, pois além do risco da Pandemia, esses grupos possuem imunidade baixa e portanto necessitam ainda mais de proteção.

 

Até o julho de 2021, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde, Semus, foram vacinadas 30.892 pessoas na cidade, o que corresponde a 36,7% da população. A meta é de vacinar 84.117 pessoas em Imperatriz.

 

Por Iara Kamila

You might also like