A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta quinta feira (29) que o Reino Unido,Grécia, República Tcheca e Albânia são os países europeus mais afetados pelo sarampo,perdendo assim o status de ”erradicação total”. De acordo com o órgão, essa categoria se dá por conta da falta de transmissão da doença durante 12 meses em um determinado local.

A presidente da Comissão de Verificação de da Eliminação do Sarampo e do Ebola, Günter Pfaff, diz que está preocupada com o surto do vírus no mundo todo e que é importante investir na prevenção, “o retorno da transmissão do sarampo é preocupante. Sem a garantia e manutenção de uma cobertura imunológica maciça entre as populações, crianças e adultos sofrerão inutilmente e alguns morrerão”.

 

Imagem:RomoloTavani/iStock

 

Brasil tem primeira morte por sarampo confirmada

A Secretaria de Saúde do estado de São Paulo divulgou nesta quinta feira (28) o primeiro caso de morte por sarampo no Brasil desde 1997. A vítima foi um homem de 42 anos que não tinha histórico de vacinação. De acordo com o órgão,ele tinha suspeitas do distúrbio que foram se agravando por conta de uma imunodeficiência.No mesmo dia, o Ministério da Saúde divulgou que 2.331 casos da doença foram confirmados até agora no país. 1.294 dos casos suspeitos foram descartados enquanto que 10.855 estão sob investigação.

https://twitter.com/minsaude/status/1161215818803425280