“Não somos da base do governo, votamos no que acreditamos que é bom para o povo brasileiro”, afirma Josivaldo JP, novo deputado federal

Por Gustavo Vale Souza e  João Carlos Alcântara

Durante o pleito deste ano, mais de 60 nomes se lançaram para disputar os cargos de prefeitos ou vice-prefeitos. Dessa cota, apenas 11 foram eleitos para o Poder Executivo de seus municípios, seja em primeiro, ou em segundo turno. Porém, as eleições municipais de 2020 não trouxeram novidades apenas nas Câmaras ou nas Prefeituras, mas também na Câmara de Deputados, em Brasília-DF.

Em Imperatriz-MA, a situação envolveu uma reeleição e uma vaga para um representante da cidade na capital federal. Com a eleição de Eduardo Braide (PODEMOS) para a Prefeitura de São Luís, quem assume a vaga dele na Câmara Federal é o ex-candidato a vereador da cidade, Josivaldo dos Santos Melo (PHS), ou mais conhecido como Josivaldo JP (foto), em referência à cadeia de lojas nomeadas com a sigla que lhe apelida.

Recebeu 23.113 votos na eleição de 2018 como candidato a deputado federal, foi Secretário de Desenvolvimento Econômico de Imperatriz na gestão do prefeito Assis Ramos. Já trabalhou como vendedor e auxiliar de mecânico. Agora é um dos nomes que representa Imperatriz, depois de um ciclo de dez anos sem representação na Casa Legislativa Federal.

O senhor quebrou um ciclo que perdurou por dez anos da cidade sem representação federal, quais são suas primeiras impressões, seus primeiros sentimentos?

Deputado Josivaldo JP: Meu caro, é um sentimento de realização do desejo de uma população pouca assistida com a falta de um representante na Câmara Federal, foi o que vi nos olhos da nossa comunidade.

O senhor já trabalhou com o Prefeito Assis, assumiu uma pasta durante a sua gestão, apoiou outro candidato durante o pleito de 2020, agora que o senhor voltou à vida pública, pretende manter contato com o prefeito reeleito?

Josivaldo JP: Sim, não podemos pensar em vaidades próprias, quem assume um mandato emanado pela população não pode ter sentimentos obscuros, tem que ter a preocupação de fazer o melhor pela cidade. Se o prefeito Assis tiver realizando obras de interesse para o bem público, poderá contar com meu apoio incondicional. Pois o mandato não é meu, é de toda a população do sul do Maranhão.

Quais são suas primeiras metas na Câmara Federal?

Josivaldo JP: Estamos já desde o início na perspectiva de assumir a cadeira na Câmara Federal e para tanto já havia montado uma equipe multidisciplinar para realização de programas, projetos e ações, direcionadas para atender a população maranhense. Cito como exemplo, a criação de polos industriais e fabris nas regiões mais carentes, para atender o trinômio: trabalho, emprego e renda. Pois segundo pesquisas, depois do eixo saúde, o outro em segunda preocupação dos brasileiros como um todo, é o emprego. Então, queremos fazer contatos e condições fiscais para empresários investirem em ramos como confecções de roupas, hoje nosso povo sai de nosso estado, e viaja mais 1.400 Km para comprar confecções, como Goiânia e Recife, e recentemente em Fortaleza. Outro segmento é a fabricação de embalagens, pois trazemos os produtos de São Paulo e outras unidades da federação; deixando várias vagas de emprego a ser criada em nossa região Tocantina e Sul do Maranhão. Saúde e educação, como vocês sabem bem, já tem destinação de verbas constitucionais, o que ocorre é a gestão na saúde e educação, e estaremos criando ferramentas de TI (Tecnologia da Informação) para proceder uma gestão mais humanitária na saúde que atenda a todos e na educação permita uma nova formatação de aprendizado.

Um dos deveres de um deputado federal é fiscalizar os atos do Poder Executivo. A sua ideologia política está alinhada com o Governo Federal?

 Josivaldo JP: Diria que guarda uma proximidade, já que sou de um partido que preza a família. Minha formação é cristã, mas como bem vem votando nosso partido, que é o PODEMOS, com independência, não somos da base do governo, votamos no que acreditamos que é bom para o povo brasileiro, com nossos ideais estatutários.

Quais problemas de Imperatriz devem ser sanados o mais breve possível? E como o senhor pode ajudar como deputado federal?

Josivaldo JP: Um dos problemas mais grave em Imperatriz e digo, não só em nossa cidade, mas em todo o Brasil, e mormente no Maranhão, é o tratamento de esgoto. Pois nosso estado tem 12,1% de coleta, o percentual do esgoto tratado em relação à água consumida é de 13,45%, estamos na 23º posição, só atrás dos estados do Acre, Amapá, Pará e Rondônia. E com o novo marco legal do saneamento básico, sancionado recentemente pelo Poder Executivo, temos um enorme leque para combater as doenças oriundas da falta de tratamento de esgoto, somado à enorme injeção de valores na economia o que gerará vários empregos na cadeia deste segmento.

Nos panoramas de hoje, temos apenas 6% da rede de água e esgoto é gerida por empresas privadas. Estudos estimam que seriam necessários 500 bilhões de reais em investimentos para que o saneamento chegasse a toda a população 15 mil mortes e 350 mil internações por ano em decorrência da falta de saneamento básico 104 milhões de pessoas (quase metade da população) não têm acesso a coleta de esgoto 35 milhões de brasileiros não têm acesso a água potável.

*Atividade da disciplina Técnicas de Reportagem, do Curso de Jornalismo da UFMA Imperatriz. 

*Foto: acervo pessoal 

Leia Também