Imperatriz recebe três novos voos com destinos a Brasília, Campinas e Belo Horizonte

 

Créditos: Aline Xavier, Daiane da Conceição, Dayana Batista, Júlio Cezar C. Nascimento, Jacqueline Nascimento e Samuel de Jesus.

Pauteiros:Júlio Cezar da Conceição Nascimentoe Paulo Rayan Nascimento Ferraz.

Fotos: Daiane da Conceição Silva e Julio Cezar da Conceição Nascimento

 

 

O aeroporto de Imperatriz, Prefeito Renato Cortez Moreira, nos últimos anos tem recebido novos voos com destinos diretos e outros com conexões, aumentando a procura por viagens pela população local e de cidades circunvizinhas.

Segundo o consultor de vendas de pacotes de turismo Sidney Martins, atualmente são operados semanalmente de segunda à sexta-feira quatro voos, um para Brasília e um para São Paulo operados pela Latam, um voo para a capital maranhense São Luís e outro para Belém do Pará, administrados pela Azul, aos domingos as duas escalas são prestadas pelas companhias Latam e Azul exclusivamente com destino final à Belém-PA.

Na alta temporada, que são nos meses de dezembro, janeiro, fevereiro, junho e julho, por conta de férias escolares, trabalhistas e recessos, a companhia aérea Azul colocou à disposição da população um voo direto para Campinas, cidade situada no interior do estado de São Paulo. A novidade é que nesse mês de janeiro, a cidade terá um voo experimental que será ofertado pela Azul com destino à Belo Horizonte- MG, de segunda-feira a domingo com horários de embarques geralmente as 03h35minutos, 12 horas, 14h50 e 16 horas, entre outros que ainda estão sendo programados pela companhia. “Será feita uma análise da procura por este destino, tal planejamento sempre é realizado pelas empresas aéreas, para que seja feita a análiseda necessidade do voo para a cidade de Imperatriz, dependendo do fluxo ademanda de passageiros”, relata Martins.

Em 2021 foram ofertados dois novos voos para a cidade e um com previsão para todo o mês de janeiro de 2022, somando três novos voos para atender a necessidade dos usuários. Os horários de embarque e desembarque da companhia Azul são entre 12horas às 16 horas e da Latam das 9 horas às 17 horas. Em 2020 o número de passageiros totalizou-se em 82.323, já de janeiro de 2021 até meados do mês de outubro, subiu para 102.637 passageiros, um aumento de 24,68% em relação a 2020. O total de decolagens em 2020 foi de 784 e em de janeiro de 2021 a outubro foi de 906 decolagens, aumento de 15,56% com relação ao ano anterior.

O aeroporto faz parte do conjunto de empreendimentos como portos e aeroportos que no ano de 2021 foram privatizados através de leilões, dando concessão à iniciativa privada por 30 anos. O aeroporto de Imperatriz fará parte desse novo sistema de gerenciamento a partir de março de 2022, as privatizações fazem parte do planejamento estratégico promovido pela pasta econômica do governo federal.

A CCR (Empresa Brasileira de Concessão de Infraestrutura, Transportes e Serviços), é a empresa ganhadora do leilão, que tratou das negociações da privatização para administrar o equipamento pelos próximos 30 anos, a partir de março de 2022, com mão de obra  própria para serviços em Imperatriz.

Atualmente são operados semanalmente de segunda à sexta-feira quatro voos, um para Brasília e um para São Paulo operados pela Latam, um voo para a capital maranhense São Luís e outro para Belém do Pará, administrados pela Azul, aos domingos as duas escalas são prestadas pelas companhias Latam e Azul exclusivamente com destino final à Belém-PA.

Martins, conta ainda que os impactos na economia local “são diversos”, mas por conta de não termos uma Secretaria Municipal de Turismo e uma iniciativa mais elaborada para cidade nesse ramo, fica extremamente difícil obter mais dados e enfatiza que “nos negócios relacionados à cadeia do turismo houve um aumento gigante na receita municipal da cidade”,  não sabendo informar de fato o número e as porcentagens exatas.

“Os impactos que são mais percebidos no meio econômico de nossa cidade são voltados para as empresas aéreas, agências de viagens, setor de hotelaria, restaurantes, comércio, transportes e eventos (shows, exposições, agendas políticas e empresariais por conta da fábrica Suzano Papel e Celulose e demais empresas). Estão ligados à questão do turismo, pois de forma macro todos os negócios de nossa cidade giram em torno do transporte aéreo, por ser ágil e acessível. Por se tratar da segunda cidade maior do estado do Maranhão e ser porta de entrada e acesso ao turismo sul maranhense”, explicou o consultor de vendas de pacotes de viagens Sidney, graduado em Turismo e Hotelaria e tem facilidade em entender o setor de turismo e negócios.

Segundo dados obtidos pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Imperatriz–SEDEC, em comparativo a 2018 entre os anos de 2020 e 2021, houve uma queda na procura de voos, devido à pandemia de COVID-19, que passou de 142.114 para 102.637 viajantes, impactando no número de decolagens que foi de 1.220 para somente 906 até o momento, pois os dados deste ano cedidos pela secretaria foram contabilizados até o mês de outubro de 2021.

Conforme o passageiro Carlos Eduardo Santos de Oliveira, que utiliza os serviços prestados no aeroporto, foram esclarecidas questões em relação a voos diretos ou com escalas, preços da alimentação, e viagens feitas por ele. Oliveira viaja a trabalho desde 2018, sempre com a Azul, utiliza sempre voos escalados em Santarém-PA, Belém-PA e Manaus-AM até seu destino, Boa Vista-RR. “As vezes não temos opções de voos diretos, aí eu pego sempre com escala, em relação a alimentação eu como passageiro acho os preços dos alimentos altíssimos e deveriam passar por um reajuste”, diz Carlos Eduardo.

Os novos voos podem ser acessados nas companhias aéreas, através dos sites oficiais de vendas de passagens e cargas, no aeroporto local da cidade e nas agências de viagens de turismo e empresas de pacotes de turismo, autorizadas conforme as companhias. O Aeroporto de Imperatriz tem seu horário de funcionamento conforme a operação das duas únicas empresas que oferecem serviços aéreos até o momento na cidade, durante o dia a Azul fica disponível para atendimento das 12 horas às 16horas e a Latam das 9 horas às 17 horas, podendo haver variação de horários, dependendo do sistema operacional de cada companhia a nívelnacional.

Já os horários pela madrugada, ocorrem de acordo com as escalas de voos, mas para o atendimento sempre abre 3 horas antes de cada voo, encerrando o atendimento após a partida das aeronaves, “Isso se deve por ter alguns voos que operam pela madrugada, esses horários podem variar dependendo da companhia e do clima”, enfatiza Rosângela uma encarregada da Infraero.

 

Leia Também