Embora não seja uma data tão celebrada este dia é comemorado desde 1956

 

Hérika de Almeida

 

Eunice Lopes de Almeida há 26 anos exerce a função de telefonista no IFMA/Imperatiz

Certamente a profissão de telefonista é pouco conhecida nos dias de hoje. Com a evolução da tecnologia, alguns cargos foram se “modernizando” e ao longo do tempo substituíram as ações humanas. Embora não seja uma data tão celebrada, 29 de junho de junho foi denominado como “dia da telefonista” e é comemorado desde de 1956.

A profissão surgiu quando Alexandre Graham Bell inventou o telefone. E, a partir disso, ocorreu uma revolução na forma de se comunicar, que se tornou simples e prática. Então, foi exatamente nesse momento que as telefonistas entraram em ação. É claro que possuir um telefone naquela época era um privilégio para poucos. Porém, em virtude das vantagens que o aparelho dispõe, as empresas necessitaram se adaptar ao avanço da tecnologia. Dessa forma, a profissão foi ganhando espaço no mercado, pois era fundamental incluir no quadro de funcionários pessoas responsáveis pelo atendimento ao público e que intermediassem a comunicação dentro do ambiente de trabalho.

Geralmente observa-se com mais frequência que este cargo seja preenchido na maioria das vezes por mulheres, tendo em vista que o cargo se assemelha ao de recepcionista. Entretanto, isso não é uma regra. É possível que também existam homens exercendo a profissão. Afinal, trata-se de um serviço imprescindível para o atendimento, pois funciona como um cartão de visitas da empresa, instituição ou organização.

Entre as atribuições de uma telefonista, destacam-se: realizar, receber e transferir ligações, localizar pessoas, anotar e transmitir mensagens, além de registrar solicitações. Estas são algumas das funções mais comuns desempenhadas por esta profissional.

Com o passar do tempo, a demanda das centrais telefônicas cresceu naturalmente, e aos poucos, as inovações tecnológicas começaram a ganhar espaço. Porém, apesar da existência de equipamentos tão modernos e sofisticados, que substituem a atuação de telefonistas, é importante destacar que este continua sendo um cargo indispensável em algumas empresas de grande porte. Os serviços de telefonista estão presentes em órgãos públicos e privados, tais como empresas, escolas, hospitais, universidades e outros.

É fato que o telefone se tornou um instrumento essencial para o ambiente corporativo e também para a sociedade. Do mesmo modo, a telefonista é de fundamental importância para o processo comunicacional. Nessa época de pandemia, muitos atendimentos presenciais foram temporariamente substituídos pelo teleatendimento, visando facilitar o contato entre o cliente e o prestador de serviço. Por isso, o papel da telefonista vai mais além, e não se restringe apenas a efetuar ou transferir ligações. Este profissional é a voz da empresa em que trabalha. Portanto, em virtude da relevância que apresenta, neste 29 de junho não deixe de parabenizar alguma telefonista que você conhece.