Por: Rennan Oliveira

Fotos: Kaio Henrique e Imagem do Sepro

 

Os órgãos responsáveis pelo trânsito em Imperatriz ainda não aderiram registro no aplicativo de Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). O SNE facilita o controle de multas e infrações, prevendo 40% de desconto para o condutor que admitir, sem defesa prévia, estar errado diante da situação de infração cometida. Em Imperatriz está previsto para funcionar ainda este ano, podendo qualquer órgão de trânsito aderi-lo.

MA ainda não aderiu ao sistema que garante desconto em multas

De acordo com o diretor da 1° Circunscrição Regional de Trânsito (CIRETRAN) de Imperatriz, João Kleber Viana, o SNE ainda não está atuando no município. “Não temos uma data prevista, mas com certeza esse ano será implantado na nossa cidade. O sistema de multas está em fase de ajustes”, afirma. O aplicativo foi lançado em 01 de novembro de 2016 e o primeiro órgão a aderir foi o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de Santa Catarina. Atualmente, o aplicativo tem registrado 12 dos 26 estados brasileiros. Porém, o Maranhão não possui registro em nenhum órgão, nem mesmo a capital São Luís.

Segundo Viana, o Detran ainda usa o sistema de talão para autuar infratores, sistema que oferece apenas 20% de descontos em multas em geral aplicadas no trânsito. Essa tecnologia vai sersubstituída pelo Auto de Infração Eletrônica (AIT). Em São Luís, desde 2016 o AIT está em funcionamento. Primeiro vai ser implantado o Auto Eletrônico para fazer o registro de multas, mais à frente, o sistema do SNE vai ser implantado na cidade para o condutor acompanhar as multas. “Temos que mudar o registro de Auto Manual para o Auto de Infração Eletrônico, para poder registrar as multas no SNE”, declara.

Além do mais, Viana explica que o talão de multas é pouco eficaz na maioria dos casos, tendo em vista que pode ocorrer o uso de propina.“O Auto Eletrônico, juntamente com o SNE, será importante por conta daquela velha história de fraude que pode acontecer”, explica.

Segundo a engenheira chefe doDepartamento Nacional de Infraestrutura de Transportes(Dnit), Marlice Ramos, o Departamento, em geral, faz o monitoramento de infrações por velocidades e multas por pesagem. Mas, em Imperatriz,ele está responsável apenas por infraestrutura.“Eu não saberia te dizer sobre adesão do SNE, pois o Dnit em Imperatriz está funcionando apenas o controle de infraestrutura”, diz Marlice.

Nos últimos meses, as estatísticas do Detran registraram em Imperatriz 3.494 infrações de trânsito, sendo que alta velocidade está entre o maior número de infrações. E, no sistema atual, as multas são pagas no Detran. Depois da adesão ao SNE, as multas aplicadas manualmente chegarão em 45 dias.Não são feitos pagamentos pelo aplicativo, porém é gerado um boleto bancário que pode ser pago em qualquer banco, caixa eletrônico ou via internet.Para cadastrar o veículo desejado é preciso fazer login no app.Vale ressaltar que não são enviados email ou mensagens por redes sociais com informações de multas por questões de segurança.