Caixa Econômica ganha prêmio de preservação ambiental

 

Entre os 150 maiores bancos do mundo, a Caixa tirou a maior nota, disse o presidente do banco, Pedro Guimarães.

Guimarães destacou  que a empresa recebeu ontem (08) um prêmio que faz da Caixa um dos quatro maiores bancos mundiais que se preocupam com a preservação ambiental. O prêmio é resultado do programa de preservação ‘ Caixa Florestas’ colocado em prática desde junho de 2021, com um custo de R$150 milhões todos os anos, o objetivo é plantar 10 milhões de árvores nos próximos cinco anos, para preservar espécies nativas e ameaçadas de extinção.

Durante a live semanal desta quinta-feira,o presidente da república Jair Bolsonaro, recebeu o presidente da Caixa Econômica Federal. Pedro Guimarães  destacou a forma ética com a qual a estatal vem sendo administrada e os problemas que ela trouxe da antiga gestão.

 Em conversa com Guimarães, o presidente Bolsonaro lembrou da visita dos dois às obras de transposição do rio São Francisco – MG e do replantio de árvores que fizeram, e comenta sobre as medidas de preservação: “se não preservar as nascentes, não adianta você fazer a transposição do São Francisco”. 

 O banco vai destinar parte dos lucros do programa ‘Caixa Florestas’ para implementar projetos que apoiem as comunidades que vivem dentro das reservas florestais e no entorno, promovendo inserção social e econômica, além de educação ambiental para o manejo sustentável.

 

Leia Também