Organizações ambientais organizam ato em defesa da Amazônia

 

            Ato em defesa da Amazônia no Salão Verde da Câmara dos Deputados faz parte da programação desta semana de celebrações ao dia da Amazônia, comemorado no dia 05 de setembro, organizado pela rede Eclesial Pan-Amazônica/REPAM-Brasil parceria com a  sociedade civil

São aguardadas para o evento, organizações é lideranças que atuam na Amazônia. Dom Evaristo Spengler, bispo do Marajó, entregará aos parlamentares uma carta escrita pelos bispos da Amazônia brasileira que tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância do bioma e toda a sua biodiversidade para o planeta.

            Nove estados brasileiros compõem a Amazônia Legal, sendo formados por  Acre, Amapá, Pará, Amazonas, Roraima, Rondônia e Tocantins, Maranhão e Mato Grosso. Com área que compreende cerca de 5,5 milhões de quilômetros apenas de floresta. Na América do Sul, outros 8 países também estão nesse conjunto, são eles Suriname, Bolívia, Guiana, Guiana Francesa, Venezuela, Colômbia, Peru e Equador, compondo a Pan-Amazônia. Todos estes estados estão sofrendo com as queimadas e aguardam ajuda do Fundo Amazônico, que tem por finalidade captar doações para investimentos não reembolsáveis em ações de prevenção, monitoramento e combate ao  desmatamento e promoção da do uso sustentável da Amazônia Legal. O governador Flavio Dino assinou decreto que previne situações de queimadas no Maranhão e solicita ajuda financeira do Fundo Amazonico.

Maria Irene Lopes, secretária executiva da REPAM-Brasil, uma das organizadoras do Ato. Para ela, “somar forças com os diferentes organismos da sociedade em vista da Amazônia no atual contexto é um imperativo para aqueles que estão continuamente ao lado das pessoas que vivem no território amazônico”.

Mais informações: https://cimi.org.br/2019/09/ato-pela-amazonia-em-defesa-da-vida-dos-povos-e-da-floresta/