We are a full service

MAIS ROCK, MENOS GUERRA

Artistas e grupos que desafiaram conflitos e ditaduras pelo mundo

Algumas das atrações do Rock in Rio deste ano de 2019 não vêm de um berço tradicional do rock and roll. O Nine Treasures, que se apresenta no primeiro dia (27), na Rock Street, é uma banda de folk metal do interior da Mongólia, uma região que pertence à China, misturando peso a instrumentos regionais, como o morin khuur e o tsog. Estarão ao lado grupos como os japoneses do Wadaiko Sho, em um espaço de programação pensada pelo produtor Toy Lima para sediar atrações asiáticas. Seja como resistência cultural, reafirmando a importância de instrumentos em desuso, culturas e idiomas pouco conhecidos fora do mundo roqueiro, seja para firmar posicionamentos de minorias acanhadas por guerras e opressão social, o rock segue sendo uma ferramenta incômoda e cortante. Da banda condenada a 14 anos de prisão e 74 chibatadas no Irã ao grupo de blues formado por tuaregues do Norte da África, da banda que desafia Nicolás Maduro na Venezuela às cantoras que quebram as barreiras do oriente médio juntando pensamentos árabes e israelenses, aqui vão alguns dos grupo que fazem o rock falar, muitas vezes, mais alto do que os fuzis.

Os tesouros da Mongólia
Nine Treasures | Mongólia

Esse quinteto criado em 2010 faz um metal pesado, com influências dos vocais sujos do Sepultura deixando baixo, guitarra e bateria criando uma parede sólida para a entrada de instrumentos regionais. Org toca baixo e canta; Ding Kai é o baterista; Askhan Avagchuud faz guitarra e vocais; Saina toca balalaica; e Tsog responde pelos sons do morin khuur, um instrumento de duas cordas, típico da Mongólia e tocado por um arco.

We are a full service

MAIS ROCK, MENOS GUERRA

Artistas e grupos que desafiaram conflitos e ditaduras pelo mundo

Algumas das atrações do Rock in Rio deste ano de 2019 não vêm de um berço tradicional do rock and roll. O Nine Treasures, que se apresenta no primeiro dia (27), na Rock Street, é uma banda de folk metal do interior da Mongólia, uma região que pertence à China, misturando peso a instrumentos regionais, como o morin khuur e o tsog. Estarão ao lado grupos como os japoneses do Wadaiko Sho, em um espaço de programação pensada pelo produtor Toy Lima para sediar atrações asiáticas. Seja como resistência cultural, reafirmando a importância de instrumentos em desuso, culturas e idiomas pouco conhecidos fora do mundo roqueiro, seja para firmar posicionamentos de minorias acanhadas por guerras e opressão social, o rock segue sendo uma ferramenta incômoda e cortante. Da banda condenada a 14 anos de prisão e 74 chibatadas no Irã ao grupo de blues formado por tuaregues do Norte da África, da banda que desafia Nicolás Maduro na Venezuela às cantoras que quebram as barreiras do oriente médio juntando pensamentos árabes e israelenses, aqui vão alguns dos grupo que fazem o rock falar, muitas vezes, mais alto do que os fuzis.

O nome do grupo, Nove Tesouros, se refere aos nove materiais evocados nos antigos poemas mongóis, como ouro, prata, bronze, ferro, ágata, âmbar, jade, pérola e coral. O primeiro EP saiu em 2015, Galloping White Horse, e, alguns dias depois, veio Live in Beijing, gravado em um show em Pequim, onde são muito conhecidos. Eles saíram da região conhecida como Mongólia Interior, controlada hoje pela China, que possui duas religiões principais: a tradicional chinesa e mongol (80%) e o budismo tibetano (12,1%).

What we do

Algumas das atrações do Rock in Rio deste ano de 2019 não vêm de um berço tradicional do rock and roll. O Nine Treasures, que se apresenta no primeiro dia (27), na Rock Street, é uma banda de folk metal do interior da Mongólia, uma região que pertence à China, misturando peso a instrumentos regionais, como o morin khuur e o tsog. Estarão ao lado grupos como os japoneses do Wadaiko Sho, em um espaço de programação pensada pelo produtor Toy Lima para sediar atrações asiáticas. Seja como resistência cultural, reafirmando a importância de instrumentos em desuso, culturas e idiomas pouco conhecidos fora do mundo roqueiro, seja para firmar posicionamentos de minorias acanhadas por guerras e opressão social, o rock segue sendo uma ferramenta incômoda e cortante. Da banda condenada a 14 anos de prisão e 74 chibatadas no Irã ao grupo de blues formado por tuaregues do Norte da África, da banda que desafia Nicolás Maduro na Venezuela às cantoras que quebram as barreiras do oriente médio juntando pensamentos árabes e israelenses, aqui vão alguns dos grupo que fazem o rock falar, muitas vezes, mais alto do que os fuzis.


Os tesouros da Mongólia
Nine Treasures | Mongólia

Esse quinteto criado em 2010 faz um metal pesado, com influências dos vocais sujos do Sepultura deixando baixo, guitarra e bateria criando uma parede sólida para a entrada de instrumentos regionais. Org toca baixo e canta; Ding Kai é o baterista; Askhan Avagchuud faz guitarra e vocais; Saina toca balalaica; e Tsog responde pelos sons do morin khuur, um instrumento de duas cordas, típico da Mongólia e tocado por um arco.

O nome do grupo, Nove Tesouros, se refere aos nove materiais evocados nos antigos poemas mongóis, como ouro, prata, bronze, ferro, ágata, âmbar, jade, pérola e coral. O primeiro EP saiu em 2015, Galloping White Horse, e, alguns dias depois, veio Live in Beijing, gravado em um show em Pequim, onde são muito conhecidos. Eles saíram da região conhecida como Mongólia Interior, controlada hoje pela China, que possui duas religiões principais: a tradicional chinesa e mongol (80%) e o budismo tibetano (12,1%).


Condenados em Teerã
Confess | Irã

k

UX Research

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s standard dummy text.

Brand Identity

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s standard dummy text.

Web Development

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s standard dummy text.

Business Strategy

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry’s standard dummy text.

Web Design

Photography

Os dois músicos que lideram este grupo iraniano de heavy metal foram condenados a 14 anos de prisão e 74 chibatadas por, segundo a acusação, propagarem ideias contrárias ao regime iraniano. Nikan Khosravi e Arash Ilkhani haviam sido presos, mas pagaram uma fiança no valor de US$ 30 mil (algo como R$ 114 mil) e, logo depois, conseguiram sair do país. Os artistas são acusados também de insultar o Islã e conceder entrevistas a veículos opositores ao governo. Nikan e Arash vivem na Noruega.

O sistema político do Irã tem por base a constituição de 1979, que fez do país uma república islâmica. As relações políticas, econômicas, sociais e culturais devem seguir os mandamentos do islamismo. O chefe de Estado é um Guia Supremo, ou Faqih, cargo ocupado desde 1989 pelo aiatolá Ali Khamenei. O atual presidente, reeleito em 2017, é Hassan Rohani.

Projects

Satisfied Clients

Ongoing Projects

Cups Of Coffee

Blues do deserto
Tinariwen | Mali

Eles se juntaram no deserto do Sahara e saíram pelo mundo divulgando uma musicalidade do norte da África muito particular, um blues que não é nem o africano do Oeste, feito pelos negros, nem o norte-americano, adaptado pelos coletores de algodão do Mississippi. Os Tinariwen são tuaregues, povos que vivem no deserto africano há pelo menos cinco séculos sem uma nação definida, e com um passado marcado já na origem de seus nomes. Tuaregue significa “abandonados pelos deuses”.

Ibrahim Ag Alhabib é o criador da banda. Aos quatro anos de idade, viu a execução de seu pai, um tuaregue rebelde, durante a rebelião em 1963, no Mali. Um pouco mais tarde, assistiu a um filme de faroeste no qual um caubói tocava violão e quis se tornar músico. Construiu o próprio instrumento com uma lata, um pedaço de madeira e um cabo de freio de bicicleta. Expulso das terras do Mali, foi para a Algéria e morou em campos de refugiados. Ele e seus amigos têm como influências, além da música árabe, músicos como Elvis Presley, Led Zeppelin, Santana, Dire Straits e Jimi Hendrix.

 

Abre alas na Coreia do Norte
Laibach | Eslovênia

Our Skills

Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit laborum. Sed ut perspiciatis unde omnis.

  • Branding – 90%
  • UX Research – 77%
  • Interface Design – 85%

A Coluna do Leo Dias descobriu que a organização do Rock in Rio anunciará ainda hoje que o DJ Alok será a primeira atração confirmada para a próxima edição do festival no Rio de Janeiro, em 2021. O anúncio será feito por Roberto Medina na Cidade do Rock…. – Veja mais em https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/leo-dias/2019/10/03/alok-e-a-primeira-atracao-confirmada-do-palco-mundo-no-rock-in-rio-em-2021.htm?cmpid=copiaecola

Alok é a primeira atração confirmada do Palco Mundo no Rock in Rio em 2021 … – Veja mais em https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/leo-dias/2019/10/03/alok-e-a-primeira-atracao-confirmada-do-palco-mundo-no-rock-in-rio-em-2021.htm?cmpid=copiaecola

Em entrevista à Coluna Leo Dias, antes da apresentação, o DJ contou que estar no Palco Mundo, faz com que ele acredite ter acertado em escolhas: “Representa muito mais do que tocar em um festival com muita gente, com transmissão. Representa acerto na carreira, tá ligado? Como se tivesse colhendo agora. As minhas escolhas estão dando frutos.”, disse. Alok é apontado como um dos melhores do mundo. Em um ranking da revista britânica DJ Mag, ele aparece em 13º lugar, à frente nomes como Skrillex, Snake, Chainsmokers, Diplo e Calvin Harris. O brasileiro foi o primeiro artista nacional a bater a marca de 100 milhões de plays no Spotify com a música ‘Hear me now’. Casado com Romana Novai… – Veja mais em https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/leo-dias/2019/10/03/alok-e-a-primeira-atracao-confirmada-do-palco-mundo-no-rock-in-rio-em-2021.htm?cmpid=copiaecola

b

Product

Branding

A Coluna do Leo Dias descobriu que a organização do Rock in Rio anunciará ainda hoje que o DJ Alok será a primeira atração confirmada para a próxima edição do festival no Rio de Janeiro, em 2021. O anúncio será feito por Roberto Medina na Cidade do Rock…. – Veja mais em https://tvefamosos.uol.com.br/colunas/leo-dias/2019/10/03/alok-e-a-primeira-atracao-confirmada-do-palco-mundo-no-rock-in-rio-em-2021.htm?cmpid=copiaecola

Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit laborum. Sed ut perspiciatis unde omnis.
“There are many variations of passages of Lorem Ipsum available, but the majority have suffered alteration by injected humour.”
Mitch Skolnik

operation Director, Elegant Themes

“There are many variations of passages of Lorem Ipsum available, but the majority have suffered alteration by injected humour.”
Andrel Nahaev

operation Director, Elegant Themes

“There are many variations of passages of Lorem Ipsum available, but the majority have suffered alteration by injected humour.”
Eduard Ungureanu

Tech Support, Elegant Themes

“There are many variations of passages of Lorem Ipsum available, but the majority have suffered alteration by injected humour.”
Tom Ewer

Blogger, Elegant Themes

Let’s Start Something new
Say Hello!

Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit laborum. Sed ut perspiciatis unde omnis.