A Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) está presente com um estande de produtos artesanais durante a programação do 16º Salão do Livro de Imperatriz (Salimp). Os produtos, que são feitos pelos próprios internos, estão sendo vendidos para ajudá-los financeiramente e também para promover o trabalho que vem sendo realizado com a ajuda da associação.

Os produtos à venda incluem peças de carpintaria, tapetes, artes para decoração, almofadas e jarros decorativos. “Os internos já tinham habilidades com o artesanato e também ajudam quem quer aprender os ofícios da área”, fala a voluntária e esposa de um dos detentos, Aline Lima, que fica no estande de vendas no período da tarde.

A dona de casa Maria de Fátima Ribeiro, 65 anos, presente em todas as edições do Salimp, diz que “é sempre bom ajudar e perceber que alguns buscam melhores condições e que querem mudar de vida. Isso também serve para quebrar certos conceitos de que criminosos não sabem fazer nada de bom”.

Quem concorda, também, é a estudante de ensino médio Alice Ferreira. “É muito interessante mostrar o que eles produzem. Tudo isso tem o significado de querer mostrar para a sociedade que sabem e que querem fazer coisas lindas e também que estão procurando melhorar”.

Quem quiser prestigiar o estande no salão do livro, o evento acontece de 27/09 a 06/10 de 2018, nos horários de segunda a sexta das 9h às 22h e no sábado e domingo das 12h às 22h. Caso queira ser voluntário da APAC, a associação fica localizada na Rua Frei Manoel Procópio, 191 – Centro.