Hérika de Almeida

Walison Pereira 

 

Faltando 29 dias para a realização das eleições municipais, o candidato à prefeito de Imperatriz Daniel Fiim do PODEMOS, durante uma live-entrevista realizada pelos acadêmicos de Jornalismo da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), que aconteceu no último sábado (17), defendeu em sua fala, a criação de um parque ecológico na cidade. Além disso, se posicionou contrário à implantação da zona azul em Imperatriz. A entrevista foi estruturada em 11 eixos: educação, saúde, meio ambiente, infraestrutura, mobilidade urbana, segurança pública, pandemia, UFMA, cultura, turismo e patrimônio público. O candidato respondeu perguntas de interesse público elaborados pelos alunos e pela comunidade.

Na ocasião, Fiim destacou as razões que o motivaram a disputar as eleições e se tornar prefeito de Imperatriz. “Porque a cidade de Imperatriz precisa ser destravada em termos de crescimento, desenvolvimento e prosperidade. Nós somos a segunda maior cidade do estado Maranhão em termos de representatividade geral, tanto em área geográfica quanto em continente populacional, em nível de eleitorado e também em representação econômica através do PIB local. E nós precisamos ter uma gestão pública ao nível do que é a cidade de Imperatriz. E o que nós observamos ao longo das últimas décadas, é que infelizmente não tivemos gestões públicas qualificadas relacionadas à gestão municipal e isso comprometeu toda essa potencialidade de crescimento e desenvolvimento da nossa cidade, estagnando Imperatriz e por isso, a gente colocou o nosso nome à disposição porque enxergamos que temos condições e competência para exercermos esse papel tão importante para a nossa cidade a partir de 2021”, esclareceu Fiim.

                                

CRIAÇÃO DE PARQUE ECOLÓGICO

Quando questionado sobre políticas públicas para o meio ambiente, de modo a promover ações que arborizem a cidade, o candidato enfatizou que esta proposta está associada ao conceito de sustentabilidade e preservação ambiental. Por isso, a sua gestão será fundamentada na participação popular, em que a comunidade local e a iniciativa privada serão convocadas para desenvolver projetos de arborização e pontos de lazer. “Se nós observarmos Imperatriz não tem um parque ecológico, é inadmissível uma cidade da nossa proporção, localizada na Amazônia, em que o nosso clima é tropical úmido, então nós temos tudo para nos arborizarmos, nós precisamos somente de políticas públicas de qualidade pra isso. Não temos uma lei ambiental que regulamenta a compensação ambiental na cidade”, explicou. De acordo com Fiim, uma forma de equilibrar os danos causados ao meio ambiente seria a construção de um parque ecológico em Imperatriz. “Nós temos uma área no Colina Parque já disponível para se fazer isso, e essa seria uma das situações que eu como futuro prefeito já iria executar”, acrescentou.

Ainda discutindo a temática ambiental, o candidato foi questionado a respeito de propostas que contemplem áreas de lazer ao ar livre. Fiim exemplificou como pretende desenvolver ações que beneficiem a prática de atividades físicas na cidade. “Precisamos utilizar as principais avenidas de Imperatriz, a exemplo do que já acontece com as cidades de médio e grande porte. Nós temos a Bernardo Sayão, que é subtilizada por exemplo, mas outras avenidas podem ser utilizadas para se fechar um lado da via aos fins de semana para a prática de esporte, de lazer e piquenique pelas famílias, com pistas de ciclovia e de corrida também. Porque isso já acontece em São Paulo, eles fecham a avenida paulista que é a principal avenida do país aos finais de semana, então a gente não está inventando nada, isso já é uma realidade. Além disso, nós temos em Imperatriz hoje várias práticas esportivas, vários grupos de corredores e de ciclistas, e precisa se discutir junto com eles áreas para as prática dessas atividades de esporte e lazer. Nós não temos uma pista de bicicross na nossa cidade, que poderia também já estar sendo desenvolvida, o custo é muito barato, nós podemos fazer parcerias público-privada para desenvolver isso, então nós temos que trazer isso, a mentalidade de uma cidade esportiva, porque através disso a gente impacta na saúde e na qualidade de vida das pessoas. Temos que dar exemplo através da gestão pública”, comentou.

 

SUSPENSÃO DA ZONA AZUL

Durante a entrevista, uma internauta perguntou sobre o posicionamento do candidato em relação à zona azul, tema bastante polêmico para a população imperatrizense. Sobre o assunto, Fiim afirmou que não é favorável à implantação do sistema de estacionamento rotativo pago na cidade. “Totalmente infeliz esse momento em que se definiu aplicar a zona azul em Imperatriz. As pessoas estão exauridas no sentido econômico, no sentido psicoemocional por conta de toda essa pandemia. É um momento em que todos nós sofremos, todos nós passamos por uma dificuldade muito grande, o trânsito infelizmente não está desorganizado de meses pra cá, cronicamente ele está desorganizado. Então no mínimo é uma insensibilidade se aplicar a zona azul nesse momento em que a população já sofre, porque ela precisa ser educada, a população precisa ser bem informada, é preciso ser bem discutido essa política pública do zoneamento azul da cidade com a população e com a classe política, pra ver o consenso de pontos estratégicos a serem aplicados esse zoneamento, e não se disseminar essa zona azul da forma como ela foi disseminada, sem qualquer tipo de planejamento ou programação, no momento em que a população está sofrida e economicamente abalada. Então, foi no mínimo infeliz e eu como prefeito de Imperatriz irei reestudar toda essa questão do zoneamento e de imediato, já irei executar a suspensão da zona azul até se fazer um planejamento estratégico e se fazer a coisa de maneira educada, flexibilizada, programada e planejada”, declarou o candidato.

 

BIOGRAFIA DO CANDIDATO

Daniel Pereira da Silva, 37 anos, médico ortopedista, é natural de Imperatriz, cristão, casado com Bhárbara Nascimento e pai de um casal de filhos: João Pedro e Maria Luísa. Formou-se em medicina na cidade de Araguaína – TO. Especializou-se no Complexo Hospitalar do Mandaqui em São Paulo. Atualmente lidera uma equipe de 20 cirurgiões ortopedistas, que estão à frente dos atendimentos em traumas realizados pelo Hospital Municipal de Imperatriz (Socorrão), dando fim às longas filas de espera para cirurgias. Filho do ex vereador Daniel Fiim, disputou um cargo político pela primeira vez em 2018, quando se candidatou a deputado federal pelo Partido Verde, obtendo 22.400 votos. O resultado não foi suficiente para que fosse eleito. Agora, em 2020 concorre ao cargo de prefeito de Imperatriz pelo PODEMOS.