Até agora foram registradas entre 50 e 60 ocorrências por mês

 

Mais de 16 milhões de mulheres sofreram qualquer tipo de violência só no ano passado,é o que aponta o levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. De acordo com a titular da delegacia da Mulher de Imperatriz,a delegada Sylviane Lenira Tenório, até agora o número de ocorrências na cidade é o mesmo de 2018.”A  gente não tem um número fechado de ocorrência do né, de 2019. Mas vem se mantendo mais ou menos a mesma quantidade do ano passado, entre 50 a 60 ocorrências por mês”, afirma.

A delegada conta que o tipo de violência mais comum são as ameaças psicológicas em que os acusados fazem para as sua vítimas. ”De todas as formas, desde ligação, mensagem, as vezes pessoalmente. Durante e após o fim do relacionamento, as vezes motivado também por o uso de drogas quando é mãe ou irmã”, relata.

 

Para Sylviane, falar sobre o assunto é muito importante para conscientizar a sociedade

 

 

 

 

 

 

 

 

Rede de apoio as vítimas

 Sylviane Tenório nos diz que em Imperatriz existe um núcleo de amparo para as mulheres vítimas de violência doméstica que precisam tanto de um apoio psicológico como financeiro,” aqui em Imperatriz tem toda uma rede de atendimento a mulher, não só uma casa mas uma rede, certo? Existe, normalmente a porta de entrada é a delegacia porque é o que elas tem o maior conhecimento, mas, existe o Centro de Referência  de Atendimento a Mulher (CRAM), onde tem atendimento psicológico e assistência social”, diz.

No caso daquelas que estão em ameaça de morte, existe a Casa Abrigo Dra. Ruth Noleto , um local extremamente sigiloso que  acolhe tanto as mães que correm risco de vida como também o seus filhos. ”Elas podem ficar abrigadas lá junto com os filhos por um determinado período quando se resolve a situação dela”, diz Tenório.

 

Como denunciar

Caso esteja sendo vítima disso ou presenciou algum caso de violência doméstica e quer denunciar ligue para:

180- Central de Atendimento a Mulher

190- Polícia Militar

 

Leia mais: https://www12.senado.leg.br/institucional/omv/entenda-a-violencia/a-violencia-contra-a-mulher