Moradores reclamam da falta de vacinas da Covid-19 nas unidades de saúde de João Lisboa

Repórteres: Igor Aguiar e Michaell de Sousa

A falta de vacinas da Covid-19 na cidade de João Lisboa (MA) tem gerado reclamações por parte dos moradores que criticam a lentidão na aplicação das doses. Populares relataram em redes sociais a dificuldade de assistência ao procurarem postos de vacinação nos bairros, sendo informados pelos profissionais que não havia doses disponíveis para aplicação, mesmo fazendo parte de um grupo prioritário.

“Minha mãe tem 56 anos e ainda não foi vacinada. Quando foi procurar no posto eles falaram que ainda não chegou vez dela, sendo que a agente de saúde falou que sim. Falta de respeito com a população”, comentou uma moradora. Uma outra pessoa relatou que seu pai, de 58 anos, ainda não conseguiu ser vacinado, pois a prefeitura orienta buscar o agente de saúde do bairro, mas esse nunca realiza o agendamento.

A prefeitura informou que atualmente está na fase de vacinação da idade geral de 45 anos ou mais, e que as doses são aplicadas de acordo com o recebimento destas pelo Estado, seguindo o cronograma municipal e que a triagem das pessoas a receberem as doses é feita pelos agentes municipais de saúde. “Não tem vacina pra todo mundo, o município está recebendo poucas doses, a gente já faz o agendamento justamente pra não acontecer de a pessoa ir no posto e não ter vacina pra ela”, disse a coordenadora de imunização geral do município, Samária de Melo. Ela ainda afirmou que há no município uma média de duas mil pessoas na faixa de 45 a 49 anos, porém as doses recebidas no último lote (dia 05/07) eram de apenas 345 imunizantes.

Em nota, a prefeitura disse que o município supera as metas estabelecidas pelo Governo do Estado e as doses são aplicadas com a maior brevidade possível, mas que as doses recebidas pelo município são insuficientes para atender a demanda de procura por vacinação.

Leia Também