Há 167 anos a imagem de Santa Tereza d’Ávila foi trazida pelo Frei Manoel Procópio do Coração de Maria,em 16 de junho de 1852. A Santa é padroeira e cofundadora de Imperatriz

“Só Deus Basta”

 

Quando chegamos na igreja Santa Tereza d’Ávila e nos deparamos com aquele patrimônio histórico da cidade de Imperatriz, o sentimento compartilhado por todos nós era de curiosidade, a igreja era imponente como se estivesse congelada no tempo, mesmo com uma cidade quente e rápida crescendo ao seu redor. Jonathan o funcionário da igreja ficou meio sem jeito para me responder a primeira pergunta “Quem foi Santa Tereza d’Ávila?” Tomou a preocupação de falar bonito e pegou um folheto onde estava escrito a história da Santa, para auxílio.  “Não só Tereza d’Ávila, mas todos os Santos são reflexos para nossas vidas, e Tereza d’Ávila foi uma delas exemplo de entrega a Jesus e caridade.”Fechou seu raciocínio dizendo uma das frases da Santa: “Somente Deus nos basta”.

Depois de muitos pedidos, e um cuidado minucioso os funcionários aceitaram abrir a igreja para nos apresentar, eles logo foram nos falando que onde pisamos é um patrimônio histórico tombado de mais de 160 anos de muitas orações e segredos confessados.Bancos de madeiras, janelas de vidros e um chão com cerâmicas bem pequenas, uma arquitetura incrível um lugar digno de ser chamado casa de Deus.

Espiritualidade

 

Quando a igreja foi aberta  nos revelou uma figura curiosa dentro dela, um vigário! Se apresentou, era o Padre Geraldo, ele meditava sentado na terceira fileira do lado esquerdo o livro grande grosso que ele colocava em suas pernas e lia me convenceu da sua dedicação, era a Catena Áurea de Santo Tomás de Aquino. O padre foi questionado sobre suas culturas, uma dela a Igreja, nos ensina que após receber a Sagrada Hóstia, presença real de Jesus (corpo, sangue, alma e divindade), Ele está substancialmente presente em nós até que nosso organismo consuma as espécies do trigo; isto pode levar cerca de 15 minutos. Depois disso, Jesus passa a estar em nossa alma pela ação do Espírito Santo e de Sua graça.

O padre Geraldo explica: “nos alimentamos do corpo e sangue de Jesus, na verdade, é a santidade de Jesus não o corpo d’Ele humano. Então não significa que nós estamos se alimentando do corpo da carne como humano, nós nos alimentamos da parte da vida espiritual de Deus, Ele é espírito para nós, é nesse sentido que comungamos”. O vigário ressaltou a história da Santa e a colocou como exemplo. Nossa visita a igreja foi um aprendizado imensurável pois a história estava presente nas suas colunas e cerâmicas com desenhos bonitos, um local de passagem de muitos casamentos com a esperança de uma vida feliz. 

Galeria de fotos igreja matriz de Santa Tereza d’Ávila

Expediente:

Ana Lectícia Bandeira

Ana Lectícia Bandeira

Fotógrafa

Ester Feitosa

Ester Feitosa

Editora

Francisco Mourão

Francisco Mourão

Fotografo

Gustavo Valle

Gustavo Valle

Repórter

.

Joílson dos Santos Barros

Joílson dos Santos Barros

Repórter