“Celebrando uma história de missões e multiplicação” foi o tema escolhido para o Jubileu de Diamante

Texto e fotos: Hérika de Almeida

Fundada em 14 de junho de 1959, pelo pastor João Paulo Ataíde (in memorian), a Primeira Igreja Batista de Imperatriz – PIBI comemora 60 anos de existência em 2019. E para celebrar a data, a instituição religiosa promoveu no dia 2 de junho uma corrida de rua, com percurso de 5 km. Na ocasião, foi realizada também uma caminhada com o trajeto de 3 km, para inserir os participantes de menor condicionamento físico, pois o intuito do evento esportivo não era a competição, mas a integração social.

O pastor da igreja, Jefferson Carnon Dantas, declarou que a ideia da corrida surgiu em 2018, quando a diretoria da igreja estava planejando o jubileu de diamante, que é a comemoração formal dos 60 anos de um acontecimento religioso. Considerando que alguns membros são corredores de rua e analisando a perspectiva dos cuidados com o corpo, elaboraram um projeto para realizar a corrida, o qual foi prontamente aceito pelos grupos de corredores da cidade. “Dessa forma, pensamos em começar o mês com uma atividade diferente”, explicou o pastor.

De acordo com Dantas, em média 750 pessoas compareceram ao evento, sendo 500 participantes inscritos, 150 avulsos além de 100 colaboradores. Ele avaliou o evento de forma positiva e enfatiza que as expectativas foram as melhores. “Um dos maiores incentivos foi a possibilidade de trazer a comunidade para dentro da igreja por meio de uma atividade diferente, que não fosse religiosa”, destacou.

A corrida e caminhada da Primeira Igreja Batista de Imperatriz reuniu mais de 500 participantes

O empresário Ricardo Máximo, um dos organizadores, pratica corrida de rua desde 2017 e revelou que a equipe de colaboradores se dedicou à preparação do evento durante 60 dias. Apesar dos inúmeros detalhes, ele assegura que não teve dificuldades para planejar e desenvolver a corrida, pois a sua experiência como corredor foi fundamental.

Máximo explicou que o objetivo do evento esportivo é proporcionar um impulso para a autoestima dos participantes, demonstrando para as pessoas que a corrida não é apenas uma competição, mas uma oportunidade para investir em bem estar e combater o sedentarismo.

A universitária Erica Lima de Matos atuou como colaboradora da equipe de organização. Ela afirma que o sentimento é de gratidão. “Me sinto honrada por estar presente, poder colaborar e fazer parte desses 60 anos. É uma grande satisfação estarmos trabalhando juntos em prol do Reino e da comunidade, ver toda a empolgação e colaboração de pessoas que não fazem parte da nossa igreja e mesmo assim nos ajudaram de todo coração. Isso é algo impagável, só temos a agradecer” enfatizou.

 

DEPOIMENTO DE INICIANTES

A estudante Ingride Azevedo Correia, participou pela primeira vez de uma corrida. Ela elogiou o evento, que além de organizado ofereceu muito suporte aos atletas. Como iniciante, ela descreve que se sente uma vencedora por ter completado o percurso, pois reconhece que é sedentária. “Eu senti muita dificuldade durante a prova porque não pratico exercícios e com a corrida eu percebi o tanto que eu precisava me cuidar, cuidar da minha saúde, porque eu ainda sou nova e até as senhoras estavam me ultrapassando durante o trajeto”, esclareceu.

Ingride acrescenta que participou da corrida por ser algo diferente das atividades tradicionais da igreja. “Me deixou curiosa de como seria”, revelou a estudante.

A técnica de enfermagem Selma Maria Herênio da Silva já participou de um evento semelhante, o Outubro Rosa. Atualmente ela enfrenta um câncer de mama e relata que participar da caminhada foi imprescindível para o tratamento. “A corrida da Pibi foi um evento de grande relevância, pois eu estava impossibilitada de fazer o percurso dos 5 km, mas a caminhada foi minha primeira prática esportiva após o início do meu tratamento, além de contar com o apoio unânime da igreja com orações e incentivos”, detalhou.

Ao final do evento os participantes puderam se confraternizar no pátio da igreja

Sobre o seu desempenho no percurso de 3 km, Selma destaca que o sentimento predominante é o de gratidão. “Primeiramente a Deus por ter me proporcionado fé e coragem em meio há tantas adversidades, a minha família que sempre me apoiou e a igreja, por ter me acolhido com tanto amor”, descreveu de forma emocionada.

 

OPINIÃO DE VETERANAS

Dona de casa, Márcia Oliveira de Castro, participa há dois anos das corridas e elogiou a primeira edição promovida pela Pibi.“A corrida foi ótima, mais uma experiência para mim, sempre que participo das corridas, sinto um bem estar enorme. E hoje foi incrível, inexplicável. A comissão da corrida está de parabéns, pela organização. Meu sentimento é de alegria e dever cumprido”, ressaltou.

A servidora pública Andreia Regina Costa, há cinco anos é corredora e parabenizou a iniciativa de associar comemoração e esporte. “Gostei muito da corrida, achei muito interessante e muito válido a forma como usaram para comemorar os 60 anos. E por meio do esporte, levaram a comunidade a conhecer mais sobre a igreja e promoveram esse momento tão importante para ambos, que foi a socialização entre os participantes. Me senti muito agraciada em poder fazer parte dessa linda festa”, declarou.

Andreia destacou a qualidade do kit recebido pelos atletas, ressaltando que houve valorização tanto da camisa quanto da medalha destinados aos participantes. Além disso, a opção do percurso de 3 km foi outro aspecto positivo citado pela servidora. “A organização ofereceu a caminhada para quem não tem hábito de correr, isso mostra a preocupação em integrar toda a comunidade, o que tornou o evento bem democrático. Então, houve um cuidado, um carinho todo especial em preparar cada detalhe. Os organizadores se empenharam muito e isso foi visível e bem gostoso de observar”, detalhou.

Em 24 minutos e 22 segundos, a servidora realizou a prova de 5 km e conquistou o 3º lugar no pódio, dentro da categoria de 30 a 39 anos. De acordo com Andreia a premiação por faixa etária abrilhantou o evento. “Meu sentimento foi de surpresa, pois estou retornando aos treinos agora. A possibilidade de premiar os três colocados de cada categoria, abrangeu mais competidores que se esforçam, treinam e conquistam ótimos resultados. Isso foi maravilhoso”.

Ao término da atividade esportiva, os participantes puderam se confraternizar no pátio da igreja, servirem-se na mesa de frutas e provar das degustações oferecidas nos stands dos patrocinadores. Além disso, homenagens, sorteio de brindes e muita ginástica aeróbica foram realizados para divertir o público e enriquecer o clima de comemoração.

 

OUTRAS PROGRAMAÇÕES

Além da corrida e caminhada, outras atividades serão desenvolvidas para festejar o 60º aniversário da igreja. Confira a programação:

  • Dia 14/06 – sexta-feira:

Culto de celebração com o preletor Pr. Luís Cláudio Pessanha

Presidente da Convenção Batista do Planalto Central.

  • Dia 15/06 – sábado:

Lançamento do livro dos 60 anos de história da Pibi.

  • Dia 16/06 – domingo:

Culto, ceia e batismo.