Texto e fotos de Luana Araújo Silva

 

Além dos atrasos de 4 meses nos salários dos professores que trabalham nos cursos ofertados pelo Mediotec, uma extensão do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), os alunos que deveriam receber uma bolsa de R$ 28,00 reais mensais para os custos de transporte, não recebem o benefício desde março de 2018, quando iniciaram as aulas. Desde o início do Programa, em 2017, os recursos financeiros para custeio de materiais necessários para as aulas foram suspensos pelo Governo Federal, sendo utilizados os próprios materiais fornecidos pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – IFMA/Campus Imperatriz, onde ocorrem as aulas.

De acordo com a publicação feita em 29 de março no “Diário Oficial da União”, o secretário da Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Júnior, afirmou que o limite de gastos não obrigatórios – entre eles o Pronatec – caiu de 129 para 90 bilhões em 2019, sendo a menor em anos.Com esta redução de investimentos,a previsão é de que os três cursos ofertados pelo Mediotec em Imperatriz durem somente até o mês de julho, concluindoapenas aqueles que já estão em andamento.

Com os grandes cortes orçamentais ocorridos neste ano,(só na educação foram R$ 5,83 bilhões),existe a possibilidade de que não haja mais nem aulas à distância nos cursos. “Com a redução destes investimentos, ficamos comprometidos em arriscar que quando acabarem os cursos que estão em andamento sejam ofertados novos cursos”, afirma Damião Silva, coordenador do curso Técnico em Eventos.

As aulas oferecidas pelo Pronatec em Imperatriz ocorriam de forma presencial até o ano de 2017, no entanto, o bloqueio no orçamento das verbas fez com que os cursos assumissem a modalidade à distância, a fim de diminuir gastos, surgindo assim o Mediotec.

Os três cursos oferecidos na cidadepelo Mediotec são: Técnico em Eventos, Hospedagem e Cooperativismo, todos na modalidade à distância. As aulas presenciais ocorrem no IFMA/Campus Imperatriz,são ofertadas 50 vagas por curso e para participar o alunoprecisa estar cursando o ensino médio em outra escola. Atualmente os cursos contam com um total de 75 alunos matriculados e com três professores presenciais (um para cada curso), um professor mediador à distância e um professor formador para cada disciplina.