Acadêmica Heloísa Oliveira usufruindo da acessibilidade (Foto: Divulgação)

O campus da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul) em Imperatriz recebe este ano, pela primeira vez, alunos com deficiência. A UemaSul já tem rampas de acesso, corrimões e banheiros adaptados para cadeirantes, além de oferecer a disciplina de Libras na grade curricular dos cursos de licenciatura.

A pró-reitora de ENSINO? Maria da Guia Taveiro informou que a UemaSul vai abrir seletivo para professores ledores, que acompanharão os alunos nas atividades cotidianas. “Assim, poderemos criar uma estrutura melhor”.  Maria Taveiro destacou o apoio que está recebendo de secretarias do Governo do Estado, do Colégio Governador Archer e do Setor de Inclusão à Diversidade (SIADI) da prefeitura municipal. 

A expectativa é selecionar professores ledores para acompanhar os alunos em aulas, fazer avaliação e demais atividades; adquirir máquinas para impressão dos textos, leitores de tela para os computadores da biblioteca central e do laboratório de informática, além de implantar ferramentas de acessibilidade no site institucional.

Sonho realizado

Entre os ingressantes, está Rafael dos Santos Silva, de 21 anos, que tem baixa visão e atualmente cursa Licenciatura em História.  Ser estudante universitário, para ele, é um sonho realizado. “Quando recebi a notícia, fiquei muito feliz; sorte que não tenho nenhum problema cardíaco, pois fiquei muito surpreso de ter passado”. 

Rafael mostrou as ferramentas de acessibilidade que utiliza no celular. Para atender a essa demanda, universidade está em processo de adaptação, com a aquisição de equipamentos, materiais, mobiliário adaptado e a contratação de profissionais para acompanhar esse público.

Fonte: http://www.ma.gov.br/agenciadenoticias/educacao/