Uma rara imagem da Praça da Cultura Renato Cortez Moreira, no início dos anos 1970.

 

 

Praça da Concórdia, Praça Castelo Branco, hoje Praça da Cultura Renato Cortez Moreira.

Início da década de 60 foi inaugurada a Praça da Concórdia, mais tarde rebatizada de Praça Castelo Branco que em plena ditadura militar  homenageava o General Castelo Branco, primeiro presidente após o golpe militar que derrubou o presidente João Goulart em 1964.

Foi somente depois de quase 3 décadas que o local recebeu seu nome atual, Renato Cortez Moreira, ex-prefeito de Imperatriz, que foi assassinado em 1993 no Mercado Municipal. Palco de momentos históricos, movimentos culturais e eventos, a Praça da Cultura foi construída na década de 60 .

O espaço escolhido para abrigar a praça foi em frente a um dos prédios mais antigos de Imperatriz, que na época, abrigava a Prefeitura, e hoje é sede da Academia Imperatrizense de Letras.

Até hoje a Praça da Cultura recebe também o carnaval de Imperatriz, conhecida como Jardineira. Com uma festa tradicional, com marchinhas e fantasias, o local é sempre ponto de shows, bloquinhos e reunião de milhares de foliões. É em frente à praça que também está localizado o Centro de Artesanato de Imperatriz, importante ponto cultural e de valorização da arte na cidade.

 

Praça após a reforma

Em solenidade realizada no dia 14 de novembro de 2018, foi entregue a praça revitalizada e com novas estruturas.

Alguns celebraram a reforma, outros lamentaram a perda de patrimônios históricos durante a obra, como o coreto e a fonte, que foram demolidos.

 

Hoje, o coreto deu lugar a uma fonte de água. Foi destruído durante a reforma, o que causou revolta de diversas pessoas e instituições, que se manifestaram contra a destruição do patrimônio. Agora a praça tem uma nova cara, e apesar do coreto não estar mais lá, o local parece pronto para voltar a ser um ponto cultural de Imperatriz.

A praça fica localizada entre as Ruas Cel. Manoel Bandeira e Rui Barbosa no Centro de Imperatriz