Texto e fotos de Thays Gabrielle C. de Abreu

Serviço visa tirar das ruas o lixo depositado pelos moradores e proporcionar um destino certo

Os imperatrizenses que não querem mais esperar pelo serviço da Operação Cata Treco, que recolhe itens de grande porte de forma gratuita na casa das pessoas, podem deixar os materiais ou objetos sem utilidade que não fazem parte do lixo comum nos ecopontos. Estes são espaços destinados a receber coisas como entulhos, podas de árvores, restos de construção, aparelhos elétricos quebrados e outros itens de maiorvolume. Localizados nos bairros Centro de Imperatriz, Santa Rita, São José, Bacuri e Entroncamento, eles funcionam em qualquer dia útil da semana, basta chegar em um desses locais e descartar o material.

Este é um serviço gratuito oferecido pela Secretaria de Limpeza Pública em parceria com a empresa terceirizada Sellix Ambiental Ltda, que está funcionando desde fevereiro de 2019. De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Sinfra), o objetivo desse serviço é manter a cidade mais limpa de maneira ágil. “Surgiu de uma necessidade de uma cidade limpa, sem esses materiais que descartados de forma incorreta podem prejudicar a natureza”, afirma a diretora de departamento do Sinfra, Camila Macedo.

A proposta é de serem inaugurados 15 ecopontos em lugares estratégicos da cidade, mas ainda não se sabe quais serão os próximos bairros beneficiados, conforme dados da assessoria da Prefeitura. Além disso, não se tem nenhum dado a respeito da quantidade de materiais que são recolhidos nos locais, já que os ecopontos foram inaugurados em fevereiro deste ano e somente no final do segundo semestre de 2019 é que vai ser feito um levantamento do que foi recolhido durante todo o ano.

Entenda a diferença entre o Cata Treco e os ecopontos

Esse serviço não é uma extensão da Operação Cata Treco, que para solicitar, o cidadão liga para agendar, de segunda à sexta feira, das 08 horas às 18 horas, e a partir da ligação aguarda até 48 horas úteis, para o recolhimento dos utensílios. Sendo que, essas horas úteis podem ser estendidas, se as escolas, Postos de Saúde e Centros de Referência de Assistência Social (Cras) solicitar a operação, pois esses estabelecimentos têm prioridade em relação a comunidade.

Nosecopontos a própria pessoa pode ir deixar os objetos a qualquer horário edia da semana, pois a empresa terceirizada disponibiliza um caminhão para a coleta de cada tipo de material descartado. Nesse caso, um caminhão é responsável para recolher podas de árvores, um pelos restos de materiais de construção e outro para entulhos.

Apesar de serem serviços diferentes, os dois possuem os mesmos objetivos: “ampliar o recolhimento de utensílios que já não tem utilidade, manter a cidade limpa e melhorar os bairros visualmente”, explica a diretora de departamento, Camila.

Serviço:

Onde eles ficam:

  1. Ecoponto, ​Ruas: Simplício Moreira, 13 de Maio, e Gonçalves Dias, no Bairro denominado Centro de Imperatriz.
  2. Ecoponto, ​Ruas: Av. JK, Sergipe, São José e Bahia, no Bairro denominado Santa Rita, Imperatriz.
  3. Ecoponto, Ruas: 17, Tiradentes, 18 e Tomás de Aquino, no Bairro denominado São José, Imperatriz.
  4. Ecoponto, ​Ruas: Três, Viela, Quatro e Rafael de Almeida, no Bairro denominado Bacuri, Imperatriz.
  5. Ecoponto, ​Ruas: Bahia, Benedito Leite, Sergipe e Luís Domingues, no Bairro denominado Entroncamento, Imperatriz.
  6. Ecoponto, ​Ruas: Rui Barbosa, Simplício Moreira, Goncalves Dias, no Bairro denominado Santa Rita, Imperatriz.