Pauteiro: Marcelo Oliveira de Mattos

Imagens: Gil Carvalho e Paulo Silva

Repórteres: Brenda Delmira S. de Andrade; Thays Gabrielle C. de Abreu

 

 

Os imperatrizenses que querem descartar materiais ou objetos sem uso que não fazem parte do lixo comum ou da coleta seletiva, podem recorrer à Operação Cata Treco. Este é um programa oferecido pela Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Sinfra), que está funcionando desde setembro de 2017 e recolhe coisas como móveis velhos, eletrodomésticos quebrados, entulhos, podas de árvores e outros objetos de grande porte.

A operação tem como objetivo evitar o descarte incorreto de utensílios e que sejam depositados em vias públicas, córregos e terrenos baldios. Assim, a atividade da Sinfra recolhe esses materiais e dá a eles uma destinação ecologicamente correta. “A iniciativa desse projeto é boa, pois incentiva a população a não prejudicar o meio ambiente”, afirma a auxiliar doméstica Daniela Santos, que conta já ter descartado peças de maneira incorreta por desconhecer o programa.

Equipe da Prefeitura recolhe material em residência depois de agendamento

Geralmente, o programa recolhe aproximadamente 59 mil toneladas de resíduos sólidos por mês. Os únicos resíduos que o Cata Treco não recolhe são materiais pneumáticos. “Os pneus têm sua própria legislação de descarte”, ressalta a diretora de departamento, Camila Macedo.

 Sem custo

 O Cata Treco é um serviço gratuito e oferece uma alternativa apropriada para descartar utensílios que já não têm utilidade. Outra parte boa da iniciativa é que ela melhora os bairros visualmente, evita a deterioração do meio ambiente, mantém a cidade limpa e, consequentemente, facilita e melhora a vida da população.

“Eu fiquei sabendo desse serviço por uma propaganda na televisão. A operação tem um impacto positivo por dar a esses objetos sem uso, considerado ‘lixo’, um destino correto que não seja terreno baldio ou afins”, pontua o estudante Bruno Henrique Oliveira de Mattos, que já usou o projeto para descartar uma geladeira.

Para utilizar os serviços do Cata Treco, a Sinfra pede para que no dia marcado da coleta o material seja colocado em frente da sua residência, assim, os funcionários podem pegá-lo com facilidade. Isso porque só poderão recolher o lixo se ele estiver em frente, e não dentro da residência, já que não têm autorização para entrar no imóvel. “Por se tratar de um serviço público, não se pode adentrar nos imóveis das pessoas”, explica a diretora de departamento do Sinfra, Camila.

De acordo com a secretaria, as escolas, os Postos de Saúde e os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) têm a preferência no atendimento. “Se algum desses ligar, estará na frente de todos”, destaca a diretora de departamento Camila. Isso ocorre porque tais lugares não podem ficar esperando, principalmente quando há destroços que impossibilitam ou dificultam os atendimentos em Postos de Saúde e Cras, como podas de árvores caídas em frente a esses locais.

Caminhão da Operação Cata Treco

A empresa terceirizada responsável para coletar os utensílios dessa atividade é a Sellix Ambiental Ltda, a qual também se responsabiliza pela coleta do lixo comum e da coleta seletiva. Para a Operação Cata Treco, a empresa disponibiliza três caminhões para atender as solicitações dos imperatrizenses que queiram descartar esses resíduos adequadamente.

 Ecopontos

Com o objetivo de ampliar o recolhimento e manter a limpa, deve ser inaugurado ainda nesse mês de novembro os ecopontos, lugares espalhados pela cidade, nos mesmos bairros em que há coleta do lixo comum, para que o cidadão possa deixar o material descartado, sem precisar agendar a visita dos funcionários.

Apesar da data ainda não ter sido definida, a Sinfra espera que seja o quanto antes e já adianta que caso as pessoas não queiram esperar os dias úteis para o recolhimento do material, a comunidade poderá levar os resíduos sólidos até o ecoponto mais próximo de sua residência. Com isso, a operação vai recolher os materiais deixados nesses espaços, e dar a eles o destino  correto. Nesse caso, assim como a coleta feita em casa, não é permitido deixar nesses espaços materiais pneumáticos.

Como solicitar a Operação Cata Treco

A coleta realizada por essa operação é agendada. Para que a comunidade possa acionar o Cata Treco é necessário ligar no telefone  (99) 99162-6101, de segunda à sexta feira, das 08 horas às 18 horas. A partir da ligação, a empresa responsável tem até três dias úteis para recolher o material. Porém, esses dias podem ser estendidos caso  as escolas, Postos de Saúde e Centros de Referência de Assistência Social (Cras) solicite os serviços, uma vez que esses estabelecimentos têm preferência em relação a comunidade. Além disso, a Sinfra orienta que no dia da coleta os materiais sejam deixados em frente à residência e, se possível, ensacados.