Por: Rafaela Pinheiro

Fotos: Rafaela Pinheiro

A Autoescola Rumo Certo, do bairro Bacuri, chama atenção pelo número elevado de alunos acima de 40 anos que estão cadastrados para a emissão da primeira CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Dados da autoescola mostram que de 2018 para início de 2019 foram matriculados em seu sistema 1284 condutores, sendo 642 acima de 40 anos.

O sistema que computa os dados da autoescola mostra a quantidade de alunos conforme sua idade, distribuição por bairro e categoria de CNH mais escolhida pelos alunos. Com esses dados, fica-se sabendo, por exemplo, que apenas 3% dos alunos têm de 18 a 20 anos, e mais de 52% estão acima de 41 anos e 50% escolhem a categoria A e B para a primeira habilitação, ou seja, moto e carro.

Maria da Conceição com sua CNH

O Instrutor de trânsito da autoescola, José Filho, diz que percebeu o crescimento destes alunos mais velhos mais recentemente.  “Precisamente, de uns três anos pra cá houve uma grande demanda de pessoas acima de 40 anos se matriculando. Percebi isto através das aulas, pois ministro 10 aulas por dia, e nestas 10 aulas ministradas, quatro são com pessoas de idade mais avançada”, afirma.

Entretanto, outras autoescolas do mesmo bairro, como a autoescola Ideal e a Montei Sinai, tem o número mais elevado de alunos por faixa etária considerada normal, que varia entre 18 a 25 anos. E desses, a cada dez alunos matriculados, apenas dois tem a idade acima de 40 anos. Na segunda, 70% dos alunos têm de 18 a 20 anos, apenas 30% são pessoas mais velhas.

Para o proprietário da autoescola destacada, Hosano Silva, os alunos de mais idade procuram seu estabelecimento porque este já teve experiências com esse tipo de o público. “Em 14 anos que estamos no mercado, já conseguimos habilitar seis pessoas com a idade acima de 60 anos, três com 69 anos, duas com 68 e uma com 70 anos completos.  Todas as pessoas, que nos procuraram com essa idade, foram aprovadas. E com certeza elas estão falando para outras, e isso tem causado esse número maior de alunos idosos, aqui, na autoescola”, diz ele.

Os idosos procuram essa autoescola porque, nela, suas limitações são respeitadas pelos instrutores, como declara José Filho. “Eles merecem um tratamento diferenciado e com muita paciência, pois alguns apresentam falta de coordenação motora, percepção e noção de espaço”.

Carteira tardia

Para Maria da Conceição, 65 anos, que está tentando tirar a CNH pela primeira vez, o que a levou a ingressar na autoescola foi o desejo de aprender dirigir para levar seus netos a escola.  “Eu estava com o carro na garagem e não tinha motorista. Meus filhos que dirigiram, mas casaram e foram embora. Aí senti necessidade de aprender dirigir, pois poderia levar meus netos para a escola. Isso foi o meu grande motivo”, diz ela.

Já para o autônomo José Orlando, 51 anos, a habilitação era um sonho antigo, porém só há três anos atrás conseguiu adquirir seu primeiro carro. Com isso, surgiu a necessidade de tirar a sua primeira CNH. “Foi apenas com 49 anos que pude comprar o meu primeiro carro. Quando comprei, dei início ao processo da habilitação. Desde então, essa conquista me deixou mais feliz e realizado”, comenta.