Texto e fotos de Mariana de Paula Medeiros

 

No Maranhão, como em todos os estados brasileiros, existem diversos institutos de beleza, mas, a agitação do dia-a-dia, preços altos e até a demora no atendimento, muitas vezes impede que as mulheres os procurem. O meio que muitas encontraram para ter (quase) os mesmos recursos que esses lugares oferecem, de um jeito mais rápido e barato, foi pela internet, por meio dos tutoriais.

E se você pensa que as dicas nem sempre atendem as especificidades da sua região, saiba que há, sim, boas opções de tutoriais produzidos e pensados para cuidados com a beleza que estejam de acordo com nosso clima e estilo. Um exemplo disso é o vlog (termo abreviado que surgiu da junção de vídeo + blog para designar a utilização de vídeos ao invés de texto para falar sobre algum assunto na web) da maquiadora Lila Pink, de Açailândia, que deu início a suas atividades como vlogueira em 2012 e tem vídeos com mais de nove mil visualizações em seu canal virtual.

Daniela diz que acompanha tutoriais para ficar bonita no dia a dia

Daniela diz que acompanha tutoriais para ficar bonita no dia a dia

“Quando comecei minhas leitoras eram quase todas de outros estados. Hoje já recebo muitos comentários de mulheres do estado e da cidade [Açailândia]” diz Lila.

Kerlly Andrade mora em Imperatriz, é recepcionista e acrescenta que conhece outras garotas que não ficam de fora dessa tendência crescente na região. “Várias amigas minha acompanham dicas e tutorias pela internet, até porque é uma coisa que a gente pode acessar de qualquer lugar e a qualquer hora”, afirma.

A principal vantagem para as adeptas da prática é que, da ótica financeira, é mais viável aprender para fazer, pois assim não é preciso pagar pelo serviço quando se sabe como é feito, portanto, vira uma questão de escolha, não de dependência. Raissa Rocha, estudante de psicologia em São Luís, se sente motivada por esse motivo. “É melhor aprender e reproduzir porque para ir ao salão se gasta dinheiro, tempo e não se aprende, porém, aprendendo em casa, posso praticar com meus materiais quando quiser”, justifica Raissa.

Mudando e aprendendo – Já em Imperatriz, um exemplo de mulher que procurava esses vídeos para uso pessoal e hoje trabalha profissionalmente com o que aprendeu com eles é a maquiadora Kelma (mais conhecida como Kelma Makes).

Kelma aprendeu na Net e hoje é profissional

Kelma aprendeu na Net e hoje é profissional

Ela fala que sempre acompanhava os vídeos na internet, mas quando começou a maquiar pessoas conhecidas, por mais que tivesse feito alguns cursos, não imaginava que no futuro faria daquela válvula de escape sua carreira. “Comecei tem alguns anos maquiando amigas e familiares. Não levava muito a sério. Mas tenho facilidade com trabalhos manuais, via vídeos no YouTube e reproduzia, comecei a frequentar grupos de maquiadores e em seguida cursos de aperfeiçoamento”, declara.

Entretanto, a profissional confessa que ainda não se sente segura para ensinar o que sabe utilizando vlog. “Já pensei em ter um canal, mas não sei se levo jeito para vídeos, eles são difíceis”, admite.

Mas isso não a impede de usar a tecnologia para atrair a clientela. Um dos meios que ela utiliza para divulgar seu trabalho é por aplicativo de mensagens instantâneas no celular, onde faz grupos com mulheres que gostam da temática.  “Gosto de atender, é sempre fascinante as reações das clientes quando se veem produzidas. Mas ensinar também é ótimo, ministro aulas de maquiagem profissional e automaquiagem pelo instituto no qual trabalho”, conclui Kelma.

Daniela Rodrigues, técnica em segurança do trabalho, é de São João do Paraíso, adora aprender dicas de beleza e participa desses grupos, por isso, considera uma boa ideia,  mais prática e mais acessível do que a tradicional. “Me sinto mais bonita quando faço um penteado diferente ou uma maquiagem nova, então assisto muitos vídeos e estou em grupos no celular onde nós trocamos conhecimento. É muito mais fácil porque geralmente tem alguém que ensina, passo a passo, como a gente pode fazer tudo sozinha… Precisamos ter só o material, é claro”, completa.

Print da vlogueira de Açailandia

Print da vlogueira de Açailandia

Vale ressaltar que as brasileiras estão entre as mulheres mais vaidosas, pois, já faz alguns anos que o Brasil está na lista dos países que mais consomem produtos de beleza. O último levantamento, feito em 2015, pela Associação Brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), revela que seu lugar é o 3º no ranking mundial.

 

Dicas úteis sobre cosméticos:

 

Máscara de cílios Para reutilizar rímel endurecido – se for à prova d’água, deixar embalagem fechada por um tempo em água quente, se for normal (que não é a prova d’água) colocar uma gota de hidratante e misturar sem tirar a escovinha de dentro do frasco.
Batom Deixar batom com aspecto matte – antes de passar o batom, aplicar uma leve camada de pó translúcido nos lábios e depois passar o batom. Repetir a sequência o quanto achar necessário.
Base Usar cor de base o mais próximo possível do seu tom de pele, nunca mais clara que ela.
Sombra ou lápis de sobrancelhas O mesmo para preenchimento de sobrancelhas, o mais próximo do seu tom de cabelo.
Muito importante Usar sempre protetor solar!

 

Serviços

Mais dicas com Lila em seu canal, acesse o link:

https://www.youtube.com/user/alilapink

Ou para ver suas postagens no site, segue o link:

http://lilapink.com.br/

Para entrar no grupo de Whatsaap da Kelma Makes, Glamour Make Up, mande mensagem para o número +55 (99) 9226-0733