Texto e fotos de   Letícia dos Reis Araújo

O Detran (Departamento Estadual de Trânsito) encerra no mês de maio o prazo para os condutores das motos de 50 cilindradas, as chamadas “Cinquentinhas”, obterem habilitação. Conforme Publicado no Diário Oficial da União, a partir de junho, todos os usuários desses veículos devem possuir a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) ou ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotores). Ao fim do prazo será considerada como infração gravíssima conduzir o veículo sem habilitação e implicará na multa no valor de R$ 191,54. Além disso, a punição inclui a retenção do veículo e a sua devolução somente após a obtenção da carteira.

A partir de junho, Detran vai exigir habilitação para "cinquentinhas"

A partir de junho, Detran vai exigir habilitação para “cinquentinhas”

De acordo com o coordenador do Detran, Francisco Lima, por conta da facilidade de aquisição e preço mais acessível (custar em torno de R$ 3.199,00), é comum encontrar esse veículo entre os estudantes e jovens sem carteira que procuram uma forma mais fácil para ter o seu meio de transporte. “No entanto, sem os conhecimentos e práticas necessárias, colocam esses condutores no trânsito sujeitos a elevados riscos de acidentes”, justifica Lima, sobre a necessidade do documento.

Mesmo assim muitos condutores são resistentes à nova lei. “Pra mim a nova lei foi um fracasso. Já tentei tirar a carteira três vezes, mas não passei em nenhuma e desisti”, diz Maria Xavier, condutora de cinquentinha. Conforme informações do Detran, os aposentados e analfabetos estão entre os possuem mais dificuldades para se regularizar.

Com horas/aulas reduzidas, o coordenador da administração do Detran, Francisco Lima, explica que a ACC se torna mais acessível ao público, no entanto, ressalta que “ela pode ser contraditória, já que as aulas não são em cinquentinhas, mas em motos de 150 cilindradas”. Fator que explica um número baixo, cerca de  20 pessoas apenas, com ACC em todo o estado do Maranhão.

Nas autoescolas de Imperatriz é comum optarem por tirar a CNH, tipo A. Os valores correspondem, em geral, a R$ 1.500,00. Ela apresenta vantagens por proporcionar ao condutor a possiblidade de transitar em qualquer outro tipo de moto com essa carteira. Para portar a habilitação os motociclistas devem procurar uma autoescola e cumprir com as novas exigências da lei.