Texto e fotos de Nathielly Maria Lima

Os tijolos ecológicos são uma alternativa aos tijolos tradicionais para deixar o custo das construções mais baratas. Dependendo do tamanho da obra, a economia gerada pode ser cerca de 30% a 50% em relação ao orçamento de uma mesma obra construída com tijolo assado (aquele comum de cor laranja).Além de casas, o tijolo solo-cimento pode ser utilizado para construções de galpões, colégios, caixas d’água, churrasqueiras etc. A estimativa é do fabricador de tijolos assados, Fábio Silva.

Essa economia é gerada por conta da reduçãoda quantidade de outros materiais durante as etapas da obra, principalmente o cimento. Com o tijolo ecológico, massas e texturas, por exemplo, você pode aplicar diretamente na parede sem precisar emboçar (colocar a argamassa para a parede receber revestimentos cerâmicos e azulejos) ou “rebocar” (para a parede receber tinturas ou papel de parede).A cerâmica, por exemplo, pode ser assentada diretamente no tijolo. Apesar dessas possibilidades, há ainda uma certa resistência cultural pelos cidadãos imperatrizenses em relação ao uso desse tijolo em suascasas.“Até agora aqui as pessoas estão com o pé atrás, porque ainda não conhecem bem o tijolo ecológico’’, afirma Silva, que já trabalhou construindo casas populares em outros estados como Amazonas, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Parede da casa de Amos Reis revestida com argila e verniz. Encanações ficam expostas. Ele pensa em fazer uma decoração mais naturalista com lâmpadas industriais e luminárias revestidas de barbante.

Não foi o caso do administrador financeiro Amos Reis, que escolheu manter a sua parede de tijolos ecológicos ao comprar o terreno de sua casa.Primeiramente pela estética e,segundamente, pela naturalidade ecológica do produto, depois de pesquisar bastante junto à esposa. “Além de ser natural, você reduz o processo, eu diria, de contaminação do ar e do solo”, afirma Reis.

A principais desvantagens que ele ressalta com base em sua experiência é que as tubulações e encanações ficam à mostra, além de a manutenção das paredes saírem um pouco mais caras por conta da falta de produtos específicos, para isso, em Imperatriz.

Vantagens do tijolo ecológico para o meio ambiente:

  • É autorizado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), estabelecidos pela NBR 8492:2012.
  • Sua principal diferença para tijolo tradicional está no seu processo de cura (cozimento) hidráulica: o tijolo não é cozido em forno – processo que necessita de madeira, além de emitir gases poluentes.
  • O solo retirado para a produção dos tijolos ecológicos deve vim de uma jazida autorizada pelo IBAMA.
  • O tijolo assado gera cerca de 5% a 20% de resíduo, que não pode ser reaproveitado uma vez que em Imperatriz não há local que faça essa reciclagem. Ou seja, todo aquele entulho vai direto aos lixões.Enquanto que o tijolo ecológico gera 1% de resíduos após sua produção, que ainda pode ser reaproveitado.
  • A produção dele pode ser feita manualmente pelos fabricadores, reduzindo o consumo de energia em máquinas elétricas (que misturam a massa).