Bolsonaro garante queda no preço do combustível durante próximas semanas

 

O presidente da república Jair Messias Bolsonaro, anunciou em sua live semanal nessa quinta-feira,09, que o preço do combustível vai sofrer uma queda nas próximas semanas, ele ainda faz um pedido aos telespectadores para tirarem fotos do painel com o preço da gasolina para comparar depois. “Não é informação privilegiada, o próprio mercado já discutia isso”, afirmou.

Desde o início de 2021 a gasolina vem sofrendo uma alta nos preços, o primeiro reajuste ocorreu em janeiro, desde então o aumento chegou na casa dos 73%. De acordo com o portal G1 a gasolina já sofreu 11 aumentos durante o ano.

Segundo Bolsonaro, já completam 4 meses que o governo federal aguarda a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) de combustíveis para o barateamento ao consumidor. Ele volta a falar que a alta no preço de combustíveis é consequência do alto ICMS cobrado por governadores e dobrou desde 2019. No entanto, de acordo com cartas assinadas por 20 governadores divulgadas no mês de setembro, a gasolina teve um aumento significativo nos ultimos 12 meses mesmo sem nenhum ajuste no ICMS.

Além disso o presidente chegou a afirmar que o preço do imposto cobrado pelo governo federal custa R$ 0,69 centavos por litro de gasolina e nunca mudou desde que ele assumiu em 2019, porém ressaltou que  ICMS incide em cima do preço final da bomba abrangendo o preço da refinaria, do imposto cobrado pelo governo e da margem de lucro do dono do posto. “Vocês podem, devem e tem liberdade para criticar com razão”, finalizou. Apesar de culpabilizar o ICMS, dados oficiais da ANP( Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural de Biocombustíveis) mostram que o principal motivo do aumento foram os reajustes feito pela Petrobras.

 

 

 

Leia Também