Bolsonaro afirma que podem acontecer problemas nas eleições de 2022 por causa do sistema eleitoral

Em live realizada nesta quinta-feira, 1, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a mencionar o uso do voto impresso para as próximas eleições presidenciais. Bolsonaro ressalta que o processo eleitoral vigente deve demonstrar que é eficiente e transparente quanto a contagem de votos.

“Vocês descubram uma maneira de nós fazermos a contagem aberta dos votos e apresentar na prática para o povo brasileiro que não terá fraude. Caso contrário, teremos problemas nas eleições do ano que vem”, ressalta.

Ainda durante a transmissão, o presidente argumentou que três ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) não querem o voto impresso e estão articulando contra esse sistema. “Eu entrego a faixa eleitoral para qualquer um que ganhar de mim na urna de forma limpa. Na fraude não!”, reiterou Bolsonaro.

O presidente prometeu que as despesas para a compra de impressoras já está resolvido e que se tem R$ 2 bilhões para a transição para o voto impresso.

Depois de citar o processo de liberdade do ex-presidente Lula (PT), Bolsonaro explica que o uso da urna eletrônica e do sistema eleitoral atual quer “fazer voltar aquela quadrilha toda que nos comandou até 2016”, direcionando críticas a Lula e ao Partido dos Trabalhadores (PT).

 

Leia Também