As fintechs chegaram para revolucionar e facilitar o mercado financeiro

Empresas oferecem soluções bancárias mais simples e baratas

 

Por Carlos Antônio e Willian Martins

Mas na verdade você conhece o que significa o termo “Fintech”? Fintech é bastante simples. Ele surgiu da combinação de duas palavras em inglês: financial (financeiro) e technology (tecnologia), ou seja, é uma tecnologia aliado com o financeiro. Serviço esse que tem ajudado e auxiliado no dia a dia de toda a sociedade.

No Brasil elas estão se popularizando devido ao alto número de pessoas que estão utilizando as fintechs, para compras, viagens, transferências ou até mesmo um simples extratos. Segundo uma pesquisa realizada pelo Distrito Dataminer, que estuda as fintechs há alguns anos, as startups brasileiras do setor financeiro captaram 1,9 bilhão de dólares ao longo de 2020, em pleno ano de pandemia, revelou a pesquisa.

Tecnologia e Segurança da Informação

As fintechs são conhecidas por proporcionarem segurança de acesso à plataforma do cliente, utilizado contém usuário e senha, que você deve guardar em local seguro ou memorizar para que não ocorra nenhum problema. Portanto essa tecnologia previne ataques e mantém a propriedade intelectual e as transações financeiras seguras, além de proteger dados de clientes e de funcionários. Para analista de marketing, Helen Cunha, nem todas as empresas estão antenadas nas oportunidades tecnológicas do mercado financeiro.

https://youtu.be/Z_IsaYn2IuU

De acordo com as diretrizes do Banco Central na resolução nº 4.658, adicionada a circular 3.909, as instituições financeiras devem implementar uma política de segurança. Sendo assim, as fintechs devem incluir nessa política, um plano de ação e soluções para eventuais acidentes cibernéticos.  

Com os avanços da tecnologia e a busca por agilidades e facilidades as pessoas tendem a procurar por coisas novas e inovadoras por conta do seguinte pensamento, os sistemas antigos não as satisfazem mais, é provável que os sistemas recentes, criados, muitas vezes, para substituir os anteriores, cumpram a sua função e resolvam os problemas.

Operações bancárias

Empresas e bancos tradicionais, para se realizar um pagamento de um boleto, pode demorar de 2 a 3 dias para dar baixa. No entanto, com as fintechs o débito é realizado em até 24h, poupando tempo e preocupação.

Para Cristine Bandeira (29), a questão de pagamento de boleto e transferências facilitou muito sua vida. “Além das taxas menores de serviço ou praticamente gratuito, minhas faturas quando pago, com 24h já constam como quitadas, e as transferências caem em tempo real” afirma Cristine.


Com a possibilidade de realizar todos os processos on-line, você consegue substituir uma conta bancária por uma conta digital, utilizando os mesmos recursos, mas sem precisar ir ao banco. Comodidade é a vantagem apresentada pela Fintech assim, você consegue realizar ações na sua conta do conforto da sua casa ou do seu escritório, ou por meio de um aparelho celular — essa praticidade e versatilidade são itens que contam muito na hora da substituição da conta bancária pela digital.

No Brasil

Além das tradicionais Fintechs já conhecidas, em 2020 um estudo do “Radar Fintech Lab” detectou um número expressivo com cerca de 270 novas fintechs, que estão atuando e prestando serviços financeiros digital para toda a sociedade. De acordo com o Fintech Lab um volume total de fintechs e iniciativas de eficiência financeira em atuação no Brasil saltou de 604 em junho de 2019 para 771 em agosto de 2020, mostrando então a força e a revolução que esses novos serviços financeiros online vêm desempenhando.

Para o jovem empreendedor Rodrigo Ramalho (24), CEO de operação de uma fintech em Imperatriz-MA, afirma que a quarentena em relação à pandemia de COVID-19, é responsável por esse aumento. “Mesmo as instituições bancárias presenciais serem consideradas serviços essenciais no período da pandemia, muitas pessoas ficaram com medo de ir ao banco, realizar operações e com isso viram a necessidade de utilizar o recurso digital, conhecendo as fintechs”, afirma Rodrigo.

Rodrigo Ramalho (24), CEO de operação de Fintech Inbolso na cidade de Imperatriz – MA / Foto: Arquivo pessoal


Com o surgimento do PIX, novas formas de pagamentos e transferências do segmento financeiro, está se expandindo, mas a convicção no mundo das fintechs é que há muito espaço para inovação.

Leia Também