As produções audiovisuais estão cada dia mais tratando assuntos relacionados ao gênero feminino. A prova disso, é que em 2007, dois importantes prêmios do cinema mundial, o Grammy (Melhor Série de Drama, de Comédia, Minissérie e Filme para a TV) e o Globo de Ouro (Série Limitada ou Filme para TV, Série de Drama e Série de Comédia ou Musical) foram para séries protagonizadas por mulheres fortes e com temáticas feministas.

Confira a seguir 5 destaques.

 

The handmais’s tale se passa em um futuro distópico que apresenta uma sociedade onde as mulheres têm papel extremamente limitado, com algumas sendo transformadas em escravas sexuais. Essa produção é baseada no livro O Conto da Aia, de Margaret Atwood e conquistou o publico com 2017.

The Handmaid's Tale

As Telefonistas é uma produção espanhola que se passa em Madrid no século 19, uma época que praticamente não se falava em igualdade de gênero. A série retrata como quatro jovens que trabalham em uma companhia telefônica se juntam para lutar por liberdade e por independência.

As Telefonistas

Orange Is The New black é baseada no livro autobiográfico Orange Is the New Black: My Year in a Women’s Prision, de Piper Kerman. A produção trás para a TV um tema pouco debatido na sociedade, a vida das mulheres nas prisões femininas. A trama tem uma grande variedade de personagens femininas e ganha o publico por essa diversidade.

Orange Is The New Black

The Crown é atualmente uma das séries mais comentadas da Netflix. O drama acompanha as desventuras políticas e o casamento da Rainha Elizabeth II ao longo dos eventos históricos que moldaram a segunda metade do século 20.

The Crown

Outlander conta com a protagonista Claire,  é uma mulher que, já à frente de seu tempo no início do século 20, é mandada 200 anos para o passado através de uma pedra escocesa. A série, baseada no livro homônimo, é cheia de romance, intrigas políticas e muita história escocesa, inglesa e até francesa do século 18.

Outlander