No próximo sábado (15), o preparatório oferecido pela Universidade Estadual da Região Tocantina (Uemasul) retomará suas atividades, juntamente com um intensivo de estudos. O curso pré-vestibular, tem aulas ministradas por professores da instituição, que por iniciativa própria aderem ao projeto, professores de outras instituições também são convidados a colaborar. O cursinho popular é voltado para estudantes vindos de escola públicas ou que estudaram em escolas particulares na condição de bolsistas e se encontrem em vulnerabilidade social.

Os aulões tem como interesse auxiliar os estudantes na preparação ao Enem e ao vestibular da UEMA e Uemasul, chamado de Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (PAES).

O chefe da divisão de Acesso e Permanência Estudantil, Edelblan Conrado destaca que os chamados aulões tem toda uma dinâmica e um trabalho de motivação na reta final dos estudos, intensificando o trabalho que já tem sendo feito em preparação para o vestibular e Enem.

De acordo com Jaílson Macedo, chefe da divisão de Extensão e Assuntos Comunitários, o projeto é uma iniciativa de educação popular emancipatória, tendo como objetivo principal a formação crítica de jovens e adultos, democratizando o acesso à educação pública gratuita e de qualidade “Esta é uma ação extensionista que envolve as entidades do movimento estudantil e que foi institucionalizado pela Pró-Reitoria de Gestão e Sustentabilidade Acadêmica”.

Para os estudantes, o curso vem a ser uma alternativa bastante viável, haja vista, muitos alunos não tem condições de pagar um curso preparatório particular. As turmas iniciam no começo do semestre letivo no inicio de cada ano. “O curso é muito importante para mim, já que se não tivesse conseguido uma vaga por meio da Uemasul, não teria como pagar cursinho, então eu agarrei a oportunidade com toda força e batalhar para passar no curso dos meus sonhos, que é a Engenharia Florestal”, diz Priscila Silva, estudante do 3º ano do ensino médio de uma escola pública de Imperatriz.

O número de vagas varia em cada processo seletivo, o último contou com 100 vagas.